Corinthians diz que irá apurar delações de Odebrecht sobre estádio

Do UOL, em São Paulo

  • Paulo Whitaker/Reuters

O Corinthians se pronunciou nesta quinta-feira sobre as delações feitas por Marcelo Odebrecht, ex-presidente da Odebrecht. Em nota oficial, o clube paulista afirma que apurará as informações apresentadas na delação e que punirá responsáveis por eventuais irregularidades cometidas na construção da arena em Itaquera.

"O Sport Club Corinthians Paulista, tendo tomado conhecimento de trechos da delação do Sr. Marcelo Odebrecht que envolvem a Arena Corinthians, vem a público reforçar que quaisquer irregularidades ou desvios de conduta, constatados por autoridades ou não, serão devidamente apurados pelo Clube, que tomará todas as providências para resguardar seus direitos e buscar a punição dos responsáveis, bem como diligenciará para garantir que todos os prejuízos causados ao Clube e à Arena Corinthians sejam devidamente ressarcidos", comunicou o Corinthians.

Ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht disse em delação premiada que os governos municipal, estadual e federal não honraram compromissos na construção do estádio do Corinthians. O estádio estava orçado inicialmente em R$ 420 milhões, mas custou cerca de R$ 1,1 bilhão. A empreiteira teve de arcar com os custos que seriam dos setores públicos, disse Marcelo.
 
O plano de negócio da arena alvinegra, segundo Marcelo, foi definido "de boca", informalmente, em um jantar na casa de Marcelo. A reunião ocorreu em janeiro de 2011, e, segundo Marcelo, contou que as presenças do então presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, do diretor de marketing do clube na época, Luis Paulo Rosenberg, do então presidente do BNDES, Luciano Coutinho, do ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e do então jogador Ronaldo. 
 
 
Na nota oficial do Corinthians, o clube reafirma não ter culpa no encarecimento do projeto de construção da arena alvinegra, alegando que a prefeitura atrasou na emissão de títulos públicos, CIDs. 
 
"As dificuldades para a liberação dos CIDs, que sofreram grande atraso, bem como a negativa da Prefeitura de São Paulo quanto ao pagamento das obras específicas para a Copa do Mundo na Arena Corinthians, muito nos prejudicaram".
 

Confira nota oficial do Corinthians

O Sport Club Corinthians Paulista, tendo tomado conhecimento de trechos da delação do Sr. Marcelo Odebrecht que envolvem a Arena Corinthians, vem a público reforçar que quaisquer irregularidades ou desvios de conduta, constatados por autoridades ou não, serão devidamente apurados pelo Clube, que tomará todas as providências para resguardar seus direitos e buscar a punição dos responsáveis, bem como diligenciará para garantir que todos os prejuízos causados ao Clube e à Arena Corinthians sejam devidamente ressarcidos.

Nesse contexto, o Clube ratifica seus posicionamentos oficiais anteriores, no sentido de que as dificuldades para a liberação dos CIDs, que sofreram grande atraso, bem como a negativa da Prefeitura de São Paulo quanto ao pagamento das obras específicas para a Copa do Mundo na Arena Corinthians, muito nos prejudicaram.

Como também já esclarecido em outras oportunidades, essas situações fizeram com que o custo total da obra aumentasse, chegando a um valor final maior do que o esperado, o qual, com grande esforço, está sendo pago pelo Corinthians.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos