"Roubo", diz jornal uruguaio sobre gol do Palmeiras nos acréscimos

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

O jornal uruguaio "El Pais" estampou como manchete de sua edição esportiva na internet, o site Ovación Digital, a palavra "roubo" para se referir ao jogo que terminou com vitória por 3 a 2 do Palmeiras sobre o Peñarol na Copa Libertadores. Clique aqui para ver os gols da vitória palmeirense.

A reclamação uruguaia tem como argumento os acréscimos dados pelo árbitro Roddy Zambrano Olmedo. Fabiano marcou o gol da vitória palmeirense aos 54 minutos do segundo tempo.

"Um escândalo, um abuso, um roubo, uma pena. Uma confusão bárbara. Tudo isso é o que vem à mente quando Roddy Zambrano apitou o final da partida e concretizou a vitória por 3 a 2 do Palmeiras sobre o Peñarol", escreve a reportagem do jornal sobre o jogo.

Nas linhas seguintes, a publicação argumentou seu ponto de vista. Na avaliação do "El Pais", o jogo teria que terminar um minuto antes do que o instante do gol palmeirense.

"Tem eu começar por ali, pelo que aconteceu no final. O árbitro equatoriano marcou cinco minutos de acréscimos e, quando eles estavam terminando, expulsou Leonardo Ramos primeiro e Dudu logo depois. Ali começaram os empurrões, os protestos e todo tipo de coisas, com os brasileiros fazendo de tudo diante da passividade do árbitro", diz.

"Nos três minutos seguintes a partida ficou paralisada e aos 50min, exatamente, foi reiniciada. Pela lógica, a partida devia terminar aos 53 minutos. No entanto, quando chegou aos 54 minutos, Palmeiras teve um escanteio a seu favor e Fabiano aproveitou para, de cabeça, marcou o gol do triunfo", complementa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos