Fred deixa "presidência da resenha", brilha e ouve pedidos por seleção

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • AFP PHOTO / DOUGLAS MAGNO

    Fred vive ótima fase no Atlético-MG, mas sem influência nos bastidores, como no Flu

    Fred vive ótima fase no Atlético-MG, mas sem influência nos bastidores, como no Flu

Esqueça o veterano magnético que era capaz de derrubar treinador, influenciar dirigentes e tinha poder o suficiente para mudar a forma de pensar de todo o vestiário. Há um novo Fred na Cidade do Galo.

Aos 33 anos, o jogador vive um momento ímpar na carreira. Fora dos gramados, o fato de ter deixado de ser o "presidente da resenha" nos bastidores, como foi no Fluminense entre 2009 e 2016, coincidem com o melhor começo de ano de sua carreira. Já são 16 em 13 compromissos disputados, os últimos quatro marcados diante do Sport Boys, da Bolívia, na última quinta, em jogo duro pela Copa Libertadores.  

É uma das melhores fases da carreira do camisa 9. Para se ter ideia, em apenas dois meses e meio o jogador já fez mais gols que em três dos 14 anos como profissional. "É um jogador de altíssimo nível, como tem mostrado nesse começo de temporada. Não precisa de muitas oportunidades para fazer o gol. Essa é a grande qualidade do centroavante de alto nível, não precisa de muitas oportunidades para fazer os gols", disse Roger Machado após o jogo contra o Sport Boys.

No Atlético, Fred não goza dos mesmos privilégios do período em que esteve nas Laranjeiras, embora aos poucos se aproxime do rótulo de líder na Cidade do Galo. Hoje, ainda há jogadores que o superam neste quesito. Victor, Leonardo Silva, Marcos Rocha e Robinho, em menor escala, são atletas que têm mais influência sobre os demais jogadores, um cenário muito diferente daquele visto no clube carioca e até na seleção brasileira, onde o centroavante sempre criou muito impacto mesmo entre boleiros consagrados do futebol europeu.

No Fluminense, o moral do jogador acarretou em demissões como a de Ricardo Drubscky e Enderson Moreira. Nem os técnicos que contavam com prestígio da diretoria resistiram à pressão de Fred. A dupla citada, por exemplo, não permaneceu muito tempo no comando do time carioca por atrito com o camisa 9.

Em Belo Horizonte, por sua vez, a situação é distinta. Mesmo querido por comissão técnica e diretoria, o atleta tem menos influência nos bastidores. Francis Melo, empresário do jogador, tem ótima relação com o presidente Daniel Nepomuceno. Não é à toa que o atleta e Rafael Moura estão no elenco comandado por Roger Machado. O agente, porém, está longe de possuir a mesma influência que tinha nas Laranjeiras.

Para se ter ideia, quando a Unimed patrocinava o clube, o representante do camisa 9 costumava ir aos jogos do Maracanã no camarote de Celso Barros, presidente da empresa de saúde. Ele ainda tinha influência ao decidir contratações de atletas e treinadores - foi, por exemplo, quem levou a dupla de técnicos que entrou em atrito com o centroavante.

O prestígio de Fred no Fluminense só acabou em 2016. Após a contratação de Levir Culpi para o comando técnico, o jogador perdeu influência e acabou negociado com o Atlético. A saída fez com que ele tivesse um reinício na carreira. Hoje em alta, não são poucos os que pedem a Tite uma nova chance para o centroavante na seleção, dada a indefinição sobre o reserva de Gabriel Jesus. O craque, no entanto, diz não se preocupar com o retorno à equipe nacional.

"Não é algo que coloco como meta principal, foco só aqui no Galo. Mas o que é meu, ninguém vai pegar. Se um dia eu tiver de ir, o Tite me convocar, Deus está preparando. Se não, já deu o que tinha que ter dado mesmo. Mas eu não tenho objetivo como tinha antes, de jogar bem e fazer gols para ir para a seleção. Hoje, não tenho essa obsessão toda pela seleção", disse há menos de um mês, em entrevista coletiva.

A torcida, no entanto, vai por outro caminho. No dia seguinte à grande atuação contra o Sport Boys, por exemplo, pedidos por uma convocação apareceram com frequência em programas de TV, comentários de notícias e nas redes sociais. E olha que tem até cruzeirense embarcando::

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos