STF marca data para julgamento de recurso do Flamengo sobre Copa União

Leo Burlá e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação/Caixa Econômica Federal

    Taça das Bolinhas ainda é alvo de polêmicas 30 anos depois

    Taça das Bolinhas ainda é alvo de polêmicas 30 anos depois

Exatos 30 anos após o término da Copa União, o Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para terça-feira o julgamento do recurso impetrado pelo Flamengo, que pleiteia o título da competição nacional. O relator da sessão que pode colocar um ponto final em uma das mais longas novelas do futebol brasileiro será o ministro Marco Aurélio.

Do outro lado, o Sport espera manter a decisão proferida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pelo STF, que considera os pernambucanos os vencedores daquele ano. Se acatado, os cariocas também serão declarados vencedores.

O recurso movido pelo time carioca havia sido suspenso no Supremo Tribunal Federal em agosto do ano passado para que o ministro Luis Roberto Barroso avaliasse o caso. O magistrado julgou o pedido procedente. 

"É um momento relevante, tende a ser algo que se aproxime do fim. Não posso afirmar que será a última decisão, mas será importante. O Flamengo está confiante que a vitória nos campos também será traduzida em vitória jurídica. Confiamos que o STF fará justiça", disse Flavio Willeman, vice-presidente jurídico do Flamengo.

Restam os votos de Rosa Weber, Alexandre de Moraes e Luis Roberto Barroso. Se houver empate, um ministro da 2ª Turma do STF será convocado

O STF é a última instância para a apreciação do recurso flamenguista. Em março do ano passado, o STF negou pedido de reconhecimento do título de campeão brasileiro de 1987. Com a decisão, o Sport é declarado como único vencedor.

Entenda o caso

Em 1987, o time de Recife foi o campeão do Módulo Amarelo e o Flamengo levou o Módulo Verde da Copa União (torneio organizado pelo Clube dos Treze). À época, a CBF declarou-se incapaz de organizar a competição principal.

O clube carioca e o Internacional (segundo do Módulo Verde) se recusaram a jogar um quadrangular organizado proposto pela CBF com Sport e Guarani (o vice do Amarelo) para definir o campeão brasileiro e os representantes da Libertadores do ano seguinte.

Guarani e Sport se enfrentaram novamente e os pernambucanos foram os campeões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos