Conselho do Inter segue parecer fiscal e reprova contas de gestão Piffero

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL

    Vitorio Piffero teve contas reprovadas pelo Conselho do Internacional na noite de segunda

    Vitorio Piffero teve contas reprovadas pelo Conselho do Internacional na noite de segunda

Em reunião na noite de segunda-feira, o Conselho Deliberativo do Internacional decidiu pela reprovação das contas da gestão Vitório Píffero, que comandou o clube no biênio 2015/2016. A decisão seguiu recomendação do Conselho Fiscal do clube. 

O Conselho Fiscal havia desaprovado as contas no início do mês, como informou a reportagem do UOL Esporte. O parecer foi apresentado aos demais conselheiros, que com mais de 230 votos contra 17 optaram pela rejeição das contas. A reunião durou mais de três horas e acabou perto da meia-noite. 

Não há previsão de pena para o ex-presidente do Internacional no clube. O Estatuto do Inter não prevê tal situação, inédita na história da agremiação. Vitório não esteve na reunião pois está internado no Hospital da Santa Casa de Porto Alegre com problemas de saúde. 

Entre as irregularidades estão comprovados gastos sem apresentação de notas fiscais, notas fiscais com valores diferentes do presente nos registros do clube ou sem especificações de serviço, pagamento para transporte de torcedores e outras irregularidades. 

Segundo o presidente do Conselho Fiscal, Geraldo da Camino, as falhas foram graves. "Houve falhas internas que comprometiam a gestão. Não há qualquer imputação de culpa, mas necessidade de apuração", disse à Rádio Gaúcha. 

A sindicância interna que apurou tais falhas será ainda mais profundas. Atrás de detalhes sobre os erros financeiros, o Internacional passará por análise de uma empresa especializada pelos próximos três meses. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos