Dani Alves volta ao Camp Nou e fala em "sensação agridoce" ao encarar Barça

Do UOL, em São Paulo

Menos de um ano depois de sua saída do Barcelona, o lateral direito Daniel Alves voltou ao Camp Nou para o reconhecimento de gramado prévio ao jogo de quarta-feira da Juventus no estádio, pelas quartas de final da Liga dos Campeões.

Familiarizado com o local, ele serviu de guia para os companheiros. Em uma roda de conversa, o brasileiro foi visto explicando detalhes do estádio no qual jogou por oito anos para Pajnic e Dybala. Segundo o jornal catação Sport, Daniel Alves ainda beijou o escudo do clube ao entrar no Camp Nou (veja o vídeo acima).

Mais tarde, ele falou sobre a emoção de retornar ao Camp Nou para o jogo de quarta-feira, às 15h45 (de Brasília). Como venceu por 3 a 0 em Turim, o time italiano pode perder por até dois gols de diferença para avançar de fase.

"Sensação maravilhosa. Muito feliz em retornar a pisar no Camp Nou. Não havia tido a chance ainda", disse Daniel Alves, que aproveitou também para explicar as críticas recentes que fez a sua saída do Barcelona, em sua visão forçada pela diretoria.

"Não quis ser tão extremo. Eu queria expressar o que eu estava sentindo. Eu não gosto de ficar com energias ruins porque isso torna a vida chata. Se alguém se sentiu mal peço desculpas. Tudo o que eu vivi no Barça foi sensacional e tinha a sensação agridoce que saí pela porta que queriam me empurrar", explicou.

Em entrevistas recentes, Daniel Alves mostrou certa mágoa por sua saída do clube em junho de 2016. Para o site da Fifa, por exemplo, ele disse que se sentia sempre na "linha de fogo" e por isso decidiu sair.

De qualquer forma, ele disse não se arrepender da saída. "Eu não me arrependo do que faço, mas é verdade que eu tenho sentimentos aqui. Mas eu sou um profissional contratado pela Juventus para defender as cores do clube e tento bloquear isso para que não me prejudique na parte profissional', disse.

Ele, porém, espera ser bem recebido. "Eu acho que no Camp Nou muitos me querem e alguma porcentagem deles não. Os catalães são muito especiais. Eu não sei o que vai acontecer amanhã, mas estou muito feliz por estar aqui. Esta é a minha casa e quando você chega em casa é feliz, independente do que aconteça amanhã. Eu sou um 'culé' mais até que a bola comece a rolar", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos