Justiça rejeita ação de oposição para adiar eleições no São Paulo

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Arquivo Pessoal

    Newton Luiz Ferreira, o Newton do Chapéu

    Newton Luiz Ferreira, o Newton do Chapéu

Conselheiro de oposição no São Paulo e candidato derrotado nas eleições em 2015, Newton Ferreira, o Newton do Chapéu, teve rejeitada nesta terça-feira uma ação judicial que tinha entre seus pedidos o adiamento as eleições presidenciais marcadas no clube para a noite deste terça-feira, entre Carlos Augusto de Barros e Silva, atual presidente, e José Eduardo Mesquita Pimenta, que presidiu o clube entre 1990 e 1994. 

O processo tinha base em uma decisão do STF que considerou nulas as alterações estatutárias no São Paulo entre 2003 e 2016. Newton pedia que os 59 conselheiros vitalícios nomeados durante esse período fossem impedidos de votar nesta terça. 

Como alternativa, caso a Justiça entendesse que era necessário ouvir o São Paulo e atual diretoria, o conselheiro pedia que o pleito fosse adiado para o último final de semana de abril, dia 29. Ambos os pedidos foram indeferidos pelo juiz Paulo Baccarat Filho, do Foro Reggional do Butantã; 

As eleições estão marcadas para às 19h desta terça. Ambas as campanhas afirmam que tem votos suficientes para que seus candidatos saiam vitoriosos. O clube tem 239 conselheiros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos