Tribunal revisará recurso de Messi contra condenação por fraude fiscal

Do UOL, em São Paulo

  • ALBERT GEA/Reuters

    Família Messi sonegou impostos; craque argentino disse que não participava de contabilidade

    Família Messi sonegou impostos; craque argentino disse que não participava de contabilidade

O Tribunal Supremo de Madri analisará nesta quarta-feira recurso de defesa de Lionel Messi, que foi condenado com o pai a 21 meses de prisão por fraude fiscal.  A informação é do jornal Mundo Deportivo. Messi e o pai Jorge Messi foram condenados pela Audiência de Barcelona por sonegar 4,1 milhões de euros de impostos.

O Supremo decidirá se mantém a condenação à família Messi ou se reduz a pena.

A pena de prisão não deve ser concretizada, já que na Espanha, condenações por menos de 2 anos não costumam levar a pessoa à prisão.

O camisa 10 terá que desembolsar uma multa de 2 milhões de euros, enquanto seu pai será obrigado a pagar 1,5 milhão de euros.

Messi sustenta que desconhecia os procedimentos financeiros que geraram dívida ao fisco espanhol. Todo processo burocrático era comandado pelo pai.

Barcelona apoia Messi

A decisão da justiça espanhola de condenar Lionel Messi e o pai do jogador a 21 meses de prisão foi fraude fiscal fez o Barcelona demonstrar publicamente o apoio ao jogador. Neste sábado (09), o clube lançou a campanha #SomostodoMessi em todos os seus canais de comunicação.

 

"O Barcelona pede que os fãs postem fotos com os braços abertos usando a hashtag em apoio ao argentino", publicou o Barça.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos