Zetti reúne goleiros de Série A em evento em São Paulo

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Poker

    Os ex-goleiros Valdir Joaquim de Moraes e Zetti durante palestra

    Os ex-goleiros Valdir Joaquim de Moraes e Zetti durante palestra

O público e os fãs terão uma chance de tirar dúvidas e aprender com ex-goleiros, especialistas da posição do país e jogadores das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. Para celebrar o dia do goleiro, Zetti vai reunir jogadores e profissionais da área nesta terça-feira, dia 25, a partir das 17h, no Banespa, em São Paulo. Até o momento, estão confirmadas as presenças de Sidão (do São Paulo), Aranha e João Carlos (da Ponte Preta), Felipe (do Bragantino), além de Mão (Beach Soccer), Erick (do Fut7). O evento ainda contará com os ex-jogadores Zetti e Harley e dos preparadores de goleiro dos grandes clubes de São Paulo.

"Muitas crianças sonham em ser goleiros não somente porque seus ídolos estão no gol, mas também porque a posição evoluiu muito. Queremos expandir o debate e falar das novas técnicas e exigências da posição com quem vive esse ambiente há muito tempo", disse Zetti.

O evento, voltado para goleiros amadores, faz parte das ações da Academia Fechando o Gol, de Zetti, em parceria com uma fornecedora de material esportivo. Na ocasião, ídolos da posição e professores da academia ficarão divididos em quatro módulos para promover junto ao público um debate sobre aplicação de técnicas, habilidades e metodologias de treinos, além, claro, de situações e experiências vividas pelos atletas da posição no dia a dia.

"O debate é importante porque cada um enxerga a posição de uma maneira, por questões regionais, de clima, de tipo de treinamento, de gramado, diferença de metodologia. Essa troca de informações é importante para evoluirmos, aprendermos com os outros e passar um pouco do que entendemos ser correto", afirmou o goleiro Aranha.

As diferenças entre quem joga no gol para os outros jogadores também serão abordadas no evento. O treinamento e a rotina do goleiro, por exemplo, não são as mesmas do restante do time.

"É uma preparação mental diária, você é o último do time, depois que a bola passa de você ninguém mais pode ajudar. Por mais que jogamos junto com o time, somos diferentes, outra pressão, outra roupa, outras regras. Há uma preparação especial para ser goleiro", explicou Sidão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos