Morato vê SP otimista e pronto para quebrar tabu contra o Corinthians

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Chiri / saopaulofc.net

    Morato foi destaque do São Paulo na vitória sobre o Cruzeiro

    Morato foi destaque do São Paulo na vitória sobre o Cruzeiro

Após a vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro na Copa do Brasil, Morato acredita que o São Paulo possa dar voos mais altos no Campeonato Paulista. O atacante, que não poderá atuar no clássico por não estar inscrito no Campeonato Paulista, destaca o otimismo do Tricolor para reverter a vantagem do rival, que venceu o primeiro duelo da semifinal por 2 a 0.

"É melhor você vencer e ser eliminado do que perder [como aconteceu com o Corinthians contra o Internacional] e ser eliminado. A motivação é diferente. A gente chega para o clássico bem otimista. Eu não posso falar pelo lado deles, mas pelo que apresentamos em Belo Horizonte, a gente vem muito confiante para essa partida", afirmou Morato, que lamenta o fato de não poder atuar. "É ruim ficar fora em qualquer circunstância, mas vou estar presente na Arena. Serei um torcedor a mais", completou o atacante. 

Nem mesmo o fato de o São Paulo nunca ter vencido o arquirrival em sua casa assusta o são-paulino. "A gente está aí para quebrar isso e conseguir a classificação", afirmou o jogador.

Durante a partida em Minas Gerais, o atacante se destacou não só por ter dado uma assistência para Lucas Pratto marcar um gol. O jogador também ficou marcado por um lance em que discutiu com Rafael Sóbis e, na sequência, ao ver o árbitro se aproximar, deu um abraço no rival.

"Ali dentro de campo, não agredindo o adversário vale bastante coisa. Ele tentou me desestabilizar e foi minha forma de reagir. Ainda bem que virou um fato engraçado", disse Morato.

A atuação no Mineirão rendeu elogios do técnico Rogério Ceni. No entanto, o atacante não se surpreendeu com as palavras do treinador após sua estreia. "O Rogério deu as declarações de que eu não surpreendi porque ele tinha me acompanhado no Ituano. Para mim foi natural. Apesar de ser um baita de um jogo, o adversário não havia perdido no ano, ficou um pouquinho de felicidade por estrear bem, e um pouco de tristeza pelo São Paulo não ter se classificado", ponderou o atacante.

A pressão que o São Paulo sofreu no início da semana por conta da derrota para o Corinthians e da polêmica envolvendo Rodrigo Caio - que avisou o árbitro de que havia acertado o goleiro Renan Ribeiro e, desta maneira, evitou que Jô, do Corinthians, recebesse o cartão amarelo - não intimidaram o recém-contratado atacante. "Não me assusta, porque me preparei para isso. Vou conviver com isso diariamente e é bom para eu me ambientar com essas situações", disse Morato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos