Carille diz que Corinthians já superou eliminação e descarta pressão extra

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O técnico Fábio Carille afirmou na manhã desta sexta-feira que o Corinthians já superou a eliminação para o Inter na Copa do Brasil. Dois dias depois de derrota nos pênaltis, o treinador ainda descartou pressão extra por causa do resultado em plena Arena Corinthians. O time enfrenta o São Paulo em Itaquera no próximo domingo por uma vaga na final do Paulistão.

"A eliminação nos deixou muito chateado, mas vida que segue, não dá para fazer um buraco no chão e enfiar a cabeça. Vida que segue, estamos recuperados para domingo", afirmou o técnico.

O comandante corintiano ainda falou sobre as eliminações do time em casa. A queda contra o Inter foi a sexta em Itaquera, a terceira nos pênaltis na Arena Corinthians. Segundo ele, a pressão existe naturalmente e não aumentará na segunda partida da semifinal.

"Temos eliminações, mas classificações também. Para a imprensa muitas vezes é mais fácil falar das quedas, que são marcantes, é claro, mas também já passamos em alguns jogos em casa. Temos vantagem, perdemos o último jogo nos pênaltis, essa é a confiança que temos que ter. Não tem que ter pressão extra, não posso trazer isso aos jogadores, mas sim a responsabilidade de fazer um grande jogo e sair da Arena classificado", frisou Carille.

O Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 0 no Morumbi e pode até perder por um gol de diferença em Itaquera nesta domingo. Qualquer vitória são-paulina por dois gols leva a decisão para os pênaltis.

"Em um jogo desse tamanho, é uma vantagem enorme. Ir na casa do adversário e fazer 2 a 0 é enorme. Garante a classificação? Não, mas é uma vantagem enorme. E temos que fazer mais um grande jogo, iniciar a marcação lá em cima, para mostrar que queremos jogo também", afirmou Carille.

Corinthians deve ter mesmo time

Na manhã desta sexta-feira, apenas os jogadores reservas do time alvinegro foram a campo no CT Joaquim Grava. Carille, no entanto, disse que deve repetir a escalação usada nos últimos dois jogos.

"Nessas horas não dá para treinar ou fazer algo diferente, por isso é bom ter uma filosofia de jogo implantada. Está sendo ruim para mim (não ter tanto tempo) na questão da preparação", ressaltou o treinador do Corinthians.

Dessa forma, o time alvinegro deve enfrentar o São Paulo com Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos