Estafe anima Neymar após eliminação, mas vê sonho de Bola de Ouro adiado

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

Neymar deixou família e amigos preocupados ao sair de campo chorando após a eliminação do Barcelona para a Juventus na Liga dos Campeões. No dia seguinte, o trabalho dos mais próximos foi o de animar o atacante para a sequência da temporada. Os títulos do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei ainda estão em jogo. Embora todos imaginem que não sejam o suficiente para levar o brasileiro às cobiçadas conquistas da Bola de Ouro e do prêmio da Fifa dado ao melhor jogador do mundo.

O UOL Esporte ouviu de amigos de Neymar e de integrantes do estafe do jogador o reconhecimento de que a Bola de Ouro e o prêmio da Fifa são assuntos para 2018. No entanto, a avaliação é de que a temporada do atacante ate aqui é a melhor da carreira. E digna de estar, ao menos, entre os cinco melhores jogadores do ano.

A visão é de que Neymar fez bom jogo contra a Juventus, mas a falta do titulo da Liga dos Campeões vai deixar a disputa entre vencedores da competição e Lionel Messi, o maior artilheiro da Europa na temporada até o momento, com 45 gols, em 45 partidas.

No argumento está a história recente do prêmio. Nos últimos 10 anos, sete vezes o melhor do mundo foi ganhador da Liga dos Campeões (Messi, três vezes, Cristiano Ronaldo, três vezes e Kaká, uma vez). Messi, em 2010 e 2012 e Cristiano Ronaldo, em 2013, conseguiram o prêmio mesmo sem o título da Liga dos Campeões na temporada equivalente.

AP Photo/Antonio Calanni

Na competição mais importante da Europa, Neymar se destacava. É o primeiro em assistências, com oito no total – número recorde da Liga ao lado de Figo (2000/2001) e Rooney (2013/2014). Gols foram quatro, mas para o estafe do jogador a lembrança que será marcante é a atuação de gala na virada histórica por 6 a 1 contra o PSG – Neymar participou dos três ultimos gols, marcando dois e dando passe para o último.

Diante da Juventus, Neymar teve atuação ruim na primeira partida. O brasileiro sofreu fortes broncas no vestiário por parte do treinador Luis Enrique. O motivo era a liberdade de Cuadrado e Daniel Alves no setor ofensivo da Juventus. Um problema corrigido no jogo da volta.

No Camp Nou, o problema foi o nervosismo do brasileiro. Ele abusou das jogadas individuais, tendo sucesso na maioria no início do jogo. Mas, no segundo tempo, caiu de produção e errou passes e finalizações em excesso.

A preocupação com o choro

A imagem de Neymar chorando no Camp Nou foi forte. De imediato, a mãe do jogador, Nadine, acompanhando o jogo no Brasil pela televisão, enviou mensagens ao pai, Neymar da Silva Santos, presente no estádio. Era a preocupação de quem queria falar com o filho de maneira urgente. As primeiras conversas foram por telefone pouco depois de Neymar deixar o vestiário.

Acostumado a enviar mensagens ao filho sempre ao final de cada partida, o pai esperou Neymar sair do vestiário para conversar. Desta vez, somente elogios foram feitos à atuação. E a preocupação maior foi passar mensagens de otimismo para a sequência da temporada.

Reprodução


Os amigos de Neymar também ficaram aflitos. Todos destacam o alto grau de competitividade do atacante como o motivo das lágrimas. Na quinta-feira, Neymar se reuniu com os mais próximos em casa e aos poucos se acalmou.

No fim da tarde, Neymar usou a rede social Instagram para repercutir a eliminação do Barça. Primeiro, postou foto em que aparece chorando no gramado e escreveu: "Independente do resultado, sempre levante a cabeca". Pouco depois, a foto era divertida, fazendo careta: "Pronto...tô feliz de novo", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos