Estelionatário é preso na Espanha se passando por funcionário do Barcelona

Do UOL, em São Paulo

  • FC Barcelona/Divulgação

No final de março, Francisco Gómez Manzanares foi preso na Espanha sob acusação de estelionato. No entanto, detalhes das acusações só foram divulgados recentemente pelas autoridades locais – e um deles chamou a atenção da imprensa esportiva local.

De acordo com o jornal El Periódico de Catalunya, Manzanares se apresentava – entre outras identidades – como David Barceló, integrante da comissão técnica do Barcelona. Além disso, passava-se também por piloto aéreo e salva-vidas.

Em Barcelona, Manzanares costumava inclusive vestir uniformes do Barça e levar algumas de suas vítimas ao Camp Nou para dar veracidade a seus relatos. Até mesmo o nome do pai de Lionel Messi, Jorge, foi utilizado em um golpe – segundo o diário catalão, uma das vítimas pagou 2,9 mil euros (cerca de R$ 10 mil) por uma reunião com Jorge Messi em Nova York.

Além de Barcelona, o acusado ainda atuou em outras cidades da Espanha, como Madri, Zaragoza, Almería e San Sebastián. Desde 1994, Manzanares já havia sido detido em 16 ocasiões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos