Em estratégia eleitoral, Modesto faz festa em SP e discute assumir Pacaembu

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Modesto Roma teve apenas 35 votos da capital quando venceu a eleição em 2014

    Modesto Roma teve apenas 35 votos da capital quando venceu a eleição em 2014

O presidente Modesto Roma já está em ritmo de eleição. Em dezembro deste ano, o mandatário concorre a reeleição, e o UOL Esporte apurou que o dirigente tenta se aproximar mais do associado em São Paulo. Para isso, autorizou uma festa na sub-sede do Santos na capital paulista e promete mais jogos no Pacaembu nesta temporada.

A festa, que faz parte do calendário oficial das comemorações do aniversário de 105 anos do Santos, contará com a bateria da Torcida Jovem e de grupos de pagode.

Uma personalidade, um santista famoso, também comparecerá ao local - o nome é mantido em sigilo. A comemoração ocorre neste sábado entre 13h e 19h, na sub-sede do clube em São Paulo, na Zona Sul. 

O evento é organizado pelos responsáveis pelo local: os conselheiros Celso Pires e Marcelo Índio. Modesto Roma se vê mais forte na capital com a dupla ao seu lado. Na eleição passada, os dois foram coordenadores de chapa dos concorrentes de Modesto – Fernando Silva e José Carlos Peres, respectivamente.

Em relação ao Pacaembu, além de mandar jogos decisivos, como as quartas de final do Campeonato Paulista, diante da Ponte Preta, e o jogo contra o Santa Fe, no próximo dia 4, pela Copa Libertadores da América, o presidente Modesto Roma tenta assumir o estádio municipal em definitivo.

Walter Feldman, secretário geral da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), é o principal responsável por intermediar a negociação com o prefeito de São Paulo, João Dória.

Modesto Roma reconhece que precisa dar mais atenção ao torcedor do Santos que reside em São Paulo. A aproximação com eles é uma espécie de manobra eleitoral. Na última eleição, em dezembro de 2014, quando venceu com 1.321 votos, o presidente santista só recebeu 35 votos do associado da capital.

A eleição a presidente do Santos, vencida por Modesto Roma em 2014, já foi bastante disputada. Ele recebeu 1.321 votos, à frente de José Carlos Peres, com 1.139 e Fernando Silva, que teve 1.077. A chapa destes três candidatos passaram a compor o Conselho Deliberativo do clube, já que alcançaram ao menos 20% do total de votos. Os dois últimos, desta vez, podem se unir para tirar Modesto do poder.

Peres foi demitido recentemente do cargo de gerente de marketing internacional do Santos e carrega a fama de ser articulador. Nas eleições de 2014, por exemplo, ele sugeriu que todos os candidatos ao cargo se unissem e fizessem uma chapa única. Ninguém aceitou na ocasião. Os interessados a assumir o poder do clube esperam cerca de 10 mil eleitores nas urnas em dezembro. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos