Bale está fora do Real novamente. Até Lamborghini já foi culpada por lesões

Bruno Doro

Do UOL, em São Paulo

  • Zhang Liyun/Xinhua

Gareth Bale é um dos maiores jogadores de futebol da atualidade. E pode ser, também, um dos mais frágeis. Nesta semana, o Real Madrid confirmou que o jogador sofreu uma séria lesão no músculo da panturrilha. Ele não joga nesta quarta-feira, contra o La Coruña, e deve perder mais cinco partidas do time. Isso quer dizer que o galês está fora da semifinal da Liga dos Campeões e só deve voltar a jogar na última rodada do Campeonato Espanhol.

É a quarta lesão do jogador nessa temporada. Ele já perdeu 21 jogos da equipe. Quando voltar, esse número subirá para 27 – terá ficado fora de praticamente metade das partidas do clube. Até agora, o Real fez 49 jogos na temporada. Se chegar à decisão da Liga dos Campeões, fechará o ano com 56.

A causa dos afastamentos é variada, mas a maior parte é muscular e nas duas panturrilhas. A fragilidade do corpo do galês parece ser tão grande que na Espanha e na Inglaterra as pessoas não conseguem parar de falar sobre o que pode levar a tantas lesões. E as teorias não param.

O jornal espanhol Marca, por exemplo, chegou a publicar que uma hérnia de disco na coluna seria a origem dos problemas. O problema, sofrido ainda quando Bale jogava no Tottenham, seria crônico e precisaria de cirurgia. O Real Madrid, e seu presidente, Florentino Perez, teriam ignorado a lesão durante a contratação. O clube e os dirigentes sempre negaram a informação.

Reprodução/Twitter
Gareth Bale ao lado de sua Lamborghini, em foto de 2015

Essa não foi a versão mais maluca. Em 2015, o The Independent, de Londres, publicou que a paixão de Bale por carros esportivos estaria tornando seu corpo, e principalmente as pernas, mais frágeis. O jogador costumava dirigir uma Lamborghini e, segundo o jornal, a postura exigida para dirigir esses carros superesportivos forçava demais os músculos inferiores da perna.

Citando uma fonte que pediu para permanecer anônima, a publicação afirma que o jogador teria detectado o perigo e estaria se afastando dos carros pequenos e, desde então, estaria dirigindo modelos maiores – com posição mais ortodoxa do banco de motorista. Não à toa, ele ganhou um SUV do Real Madrid durante o anúncio de patrocínio da Audi ao clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos