Acostumado a estrelas, Inter abre exceção com Cirino "em recuperação"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Atacante Marcelo Cirino é novo jogador do Internacional e mira recuperação

    Atacante Marcelo Cirino é novo jogador do Internacional e mira recuperação

Nos últimos anos, o Internacional tem se consolidado como um time que contrata jogadores em seus melhores momentos. Procura atletas em evidência ou antes de atingirem o estrelato e dificilmente faz apostas de risco com jogadores que estão em declínio. A chegada de Marcelo Cirino contraria tal regra. Em busca de recuperação, o ex-flamenguista é um ponto fora da curva nas atividades vermelhas no mercado da bola.

Mesmo disputando a Série B nesta temporada, o Internacional apostou alto. Dos 13 jogadores contratados, o único caso que se assemelha a Cirino em algum ponto é Carlinhos, egresso do São Paulo após não repetir o futebol do Fluminense. Os demais estão antes ou depois na carreira, em comparação com o novo reforço.

William Pottker, por exemplo, foi goleador do Brasileirão passado e chegará após levar a Ponte Preta à final do Paulista. Uendel era titular do Corinthians, Danilo Silva, Gutiérrez e Edenílson tinham mercado na Europa, Alemão foi disputado pelo Botafogo, onde teve desempenho importante no ano passado, e Cuesta foi capitão da seleção argentina e era titular de sua equipe.

Os demais contratados de 2017 ainda não atingiram maior status na carreira. Roberson e Klaus foram indicações de Antonio Carlos Zago pelo trabalho no Juventude. Néris chegou com as atuações pelo Santa Cruz no Brasileiro passado como referência e Carlos busca deixar de ser uma promessa do Atlético-MG.

No passado recente, a regra de investimento em 'jogadores afirmados' é respeitada em quase 100% das vezes. Seijas, Nico, Scocco, Forlán, Cavenaghi... Todos os principais investimentos chegaram referendados por bom rendimento recente, longe da necessidade de recuperação.

Cirino é o contrário. Depois de brilhar pelo Atlético-PR, onde conquistou o prêmio de revelação do Brasileiro de revelação do Brasileiro de 2013, o jogador oscilou no Flamengo. Foi artilheiro da equipe em 2015, mas ainda assim saiu em baixa.

"Não sei se é um recomeço. Eu tive sequência no Flamengo. Joguei 99 jogos, fiz muitos gols. Não é bem um recomeço, uma continuidade. Muitos se acostumaram com o Cirino do Atlético-PR e no Flamengo não foi o mesmo em alguns momentos. Tenho certeza que vou trabalhar aqui para voltar a ser o jogador que todos viram um dia", explicou Marcelo em sua apresentação.

A explicação está na análise

O Internacional explica a contratação 'fora da curva' pela confiança em Cirino. Acompanhado pelo Capa (Centro de Análise e Prospecção de Atletas) desde as categorias de base, as características dele casam com o que o clube espera para a temporada de 2017.

"Quando um jogador chega ao Internacional é uma decisão tomada por várias pessoas. Não apenas minha. Ele vem sendo acompanhado por nós desde as categorias de base, foi avaliado pelo Capa e, além disso, foi um jogador que demonstrou interesse em jogar no Inter desde o começo da negociação", afirmou o vice de futebol do Inter, Roberto Melo.

Cirino terá até dezembro para mostrar serviço. Emprestado, o jogador demandará nova negociação para permanecer após este período. Os direitos seguem divididos entre Altético-PR e Doyen Sports, que tem contrato com o Flamengo para venda até o fim do ano. Os salários neste período serão pagos integralmente pelo Inter.

Em condições físicas e legais de atuar, ele poderá estrear nos jogos contra o Palmeiras pela Copa do Brasil. A Série B e a Primeira Liga são as demais competições em que poderá ajudar o Internacional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos