Ninguém liga: Flu tem jogo indesejado a poucos dias da decisão contra o Fla

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Nelson Perez/Fluminense FC

    Lateral Lucas falou sobre as dificuldades impostas pelo calendário brasileiro

    Lateral Lucas falou sobre as dificuldades impostas pelo calendário brasileiro

Luta que simbolizou o rompimento com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e encampada pelo Fluminense desde 2015, a Primeira Liga tornou-se um verdadeiro incômodo na vida tricolor. Inchada de times e disputada em um período longo de tempo, a competição é recheada por jogos esvaziados, times reservas e desinteresse popular pela competição.

A quatro dias do Fla-Flu que abre a final do Carioca, este é cenário que aguarda o Flu na noite desta quarta. Após mais de 70 dias sem disputar uma partida pelo torneio (o último foi no dia 8 de fevereiro, quando o time perdeu para o Internacional), o Fluminense recebe o Brasil de Pelotas, às 19h30, em Los Larios, em confronto que define quem passa às quartas de final.

O desgaste desnecessário no duelo contra os gaúchos vai fazer Abel poupar peças importantes para o jogo que realmente importa nesta semana. Contra o Brasil, o Flu tem a vantagem do empate para avançar. Com campanhas idênticas, os cariocas levam vantagem nos cartões vermelhos, um dos critérios de desempate: 0 a 1.

Logo, se não levar gol e o time não tiver nenhum jogador expulso, os comandados de Abel vão sair de Xerém classificados e com a possibilidade de levantar o bicampeonato da Primeira Liga. Dada a falta de apelo do jogo, a diretoria do clube tenta pegar o torcedor pelo bolso: o ingresso mais caro vai custar R$ 20.

Os jogadores tentam manter o discurso de que a competição é importante, mas deixam transparecer que a cabeça de todos está no Maracanã e nas partidas pelos campeonatos mais atraentes. Para o lateral Lucas, o aperto no calendário joga contra a Liga:

"Claro que tem esse lado positivo de no incio de ano enfrentar essas equipes e fazer jogos qualificados, mas tem o lado de deixar o calendário apertado, tanto que nos somos os últimos a disputar nossa classificação. Acho que tinha de ajustar melhor, mas não conheço a relação entre a liga e a CBF. Podem acontecer bons jogos, mas atrapalha pela questão do calendário apertado".

Se avançar contra o Brasil, o Fluminense só reencontra a Primeira Liga no fim de agosto. Um sorteio irá definir se o time encara Flamengo, Internacional, Londrina ou Cruzeiro, equipes que avançaram nas primeiras colocações de suas respectivas chaves.

FLUMINENSE X BRASIL (RS)

Data: 26 de abril de 2017
Local: Los Larios, em Xerém (RJ)
Árbitro: Gabriel Murta Barbosa Maciel (MG)
Auxiliares: Marcio Eustáquio Souza Santiago (MG) e Gianlucca Perrone Vasconcellos (SC)

Fluminense: Fluminense: Diego Cavalieri, Lucas (Renato), Renato Chaves, Nogueira e Marquinhos Calazans (Léo); Luiz Fernando, Orejuela, Marquinho (Sornoza); Marcos Jr., Pedro (Richarlison) e Wellington Silva

Brasil: Eduardo Martini; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Nem, Juninho e Marcinho; Gustavo Papa. Técnico: Rogério Zimmermann

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos