Pendurado, "cão de guarda" corintiano reduziu cartões com vídeos de Carille

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Ale Cabral/AGIF

    Gabriel chega junto: líder de desarmes e faltas no Paulistão

    Gabriel chega junto: líder de desarmes e faltas no Paulistão

Líder em cartões amarelos do Corinthians e pendurado para a final do Campeonato Paulista com a Ponte Preta, o volante Gabriel diminuiu o índice nas últimas semanas. O 'cão de guarda' do meio-campo corintiano já não sofre com amarelos há cinco partidas, o que atribui a conversas e vídeos apresentados pelo treinador Fábio Carille. 

Advertido seis vezes nos primeiros 14 jogos em que atuou no ano, Gabriel mudou drasticamente os números no que diz respeito aos amarelos. Desde então, foram seis partidas e só um amarelo, diante do Internacional, pela Copa do Brasil na Arena Corinthians. 

"Diminuir os cartões está relacionado com entender melhor o estilo que o time joga, que o Carille quer que jogue. O Carille também conversou comigo, tivemos um trabalho por trás para diminuir esse índice e fico muito feliz em ter tido resultado", explicou Gabriel nessa quarta-feira. Segundo o volante, o treinador mostrou imagens de todos os cartões que ele já havia recebido e pediu uma conduta diferente. 

De acordo com o Footstats, Gabriel é o principal marcador do Campeonato Paulista. Com 51 desarmes certos e outros 12 errados [roubou a bola, mas a posse seguiu com o rival], o volante corintiano também é o jogador mais faltoso da competição, com 39 infrações assinaladas. 

"Se roubamos muitas bolas, bom sinal, quer dizer que a parte física e o tempo de bola estão em dia. Falaram que eu vinha tomando muitos cartões e se agora não venho tomando, fico feliz com isso. Vou procurar manter a média até o fim", reforçou Gabriel, lembrado por outro jogador da função que fez história no Corinthians. 

"Fico feliz com a comparação. Sempre venho dizendo que o Ralf fez uma história linda, que respeito muito. Pude acompanhar pela televisão e jogando contra. É um jogador que fez sua história e procuro fazer a minha como Gabriel, do jeito que gosto de jogar. Até acredito que são estilos parecidos, de entrega, vou procurar seguir essa linha", disse. 

A preocupação com o aspecto disciplinar para a final do Paulista tem sentido para o Corinthians, com nove pendurados para a primeira parte da final em Campinas: Fagner, Arana, Gabriel, Maycon, Jadson, Romero, Rodriguinho, Jô e ainda Léo Jabá. De acordo com o volante, é possível redobrar os cuidados, mas às vezes não há como evitar o amarelo. 

"Um lance ou outro não pode tomar um cartão tolo, que não precise, por fazer uma falta, por retardar e ficar de fora. Lógico que tem que ter experiência com isso, e creio que eu e todos estamos cientes disso. Mas no jogo tudo pode acontecer, vamos entrar em campo para pensar nos primeiros 90 minutos, para fazer um grande resultado e se possível não tomar cartão", resumiu Gabriel. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos