Cruzeiro tenta convencer torcida e busca "sombra" para recuperar Mayke

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves / Light Press

    Mayke tem atuado como lateral direito titular do Cruzeiro e ainda não correspondeu

    Mayke tem atuado como lateral direito titular do Cruzeiro e ainda não correspondeu

O desgaste muscular de Ezequiel fez com que a lateral direita do Cruzeiro fosse herdada por um velho conhecido da torcida. Mayke é o titular da posição há cinco partidas. O atleta de 24 anos ainda não alcançou a regularidade desejada e planejada por diretoria e comissão técnica, mas conta com o apoio de ambas para retomar o futebol que o consagrou um dos principais nomes da posição entre 2013 e 2014.

Além da confiança e do suporte, treinador e cúpula têm uma cartilha para fazer com que o lateral direito volte a jogar em alto nível nesta temporada. Entre os artifícios adotados, estão conversas no vestiário, apoio da torcida e a contratação de uma sombra.

O primeiro ponto é o bate-papo entre Mano Menezes e Mayke. Tido como um bom gestor de grupo, o gaúcho costuma conversar diariamente com os seus atletas. O lateral revelado na Toca da Raposa é tratado com cautela e carinho pelo comandante. Ciente do potencial do jogador, o técnico procura manter contato diário e faz questão de depositar a sua confiança, inclusive publicamente.

"Ele [Mayke] fez um jogo extraordinário no Morumbi e foi extremamente importante quando o Ezequiel esteve fora. Isso tem de ser pensado por nosso torcedor", afirmou.

Os elogios públicos e o bate-papo, porém, não são os únicos artifícios. A comissão técnica ainda tem trabalhado para colocar a torcida ao lado do jogador. Criticado recentemente por parte do público que comparece ao Mineirão, o lateral direito é constantemente defendido por Mano Menezes em entrevistas. O treinador acredita que o atleta terá condições de apresentar melhor futebol se não houver pressão vinda das arquibancadas:

"A equipe do Cruzeiro perdeu cedo demais a paciência com o Mayke. Começou a fazer um pequeno burbúrio e isso tira a tranquilidade do jogador. Se no fim do jogo, o Mayke não jogar bem, pode vaiar, sem problemas", disse depois do triunfo contra o América-MG, pelo jogo de volta da semifinal do Mineiro.

"Ele [Mayke] foi bem como toda a equipe. Teve um momento no segundo tempo que o torcedor deu uma pegada no pé dele, mas ele foi bem e seguiu no jogo. Quando um jogador não estiver individualmente tão bem, se a torcida abraçar o jogador, esse atleta vai melhorar dentro de campo gradativamente", comentou após a vitória sobre o Nacional, do Paraguai, pela Copa Sul-Americana.

Por fim, Mano Menezes e diretoria contam com uma lateral direita recheada. Além do atual titular e Ezequiel, que se recupera de contusão, o clube foi atrás de Lennon, ex-Cruzeiro-RS, para deixar a posição bem servida. A ideia é que o atleta de 25 anos ajude em uma eventual necessidade e seja uma sombra para Mayke.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos