Chefe da Casa Civil do Rio diz que não há definição alguma sobre Maracanã

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação Flamengo

    Futuro do Maracanã ainda é incerto

    Futuro do Maracanã ainda é incerto

O cabo de guerra que envolve o futuro do Maracanã está muito longe de ter um fim.

Em audiência pública realizada na tarde desta quinta-feira, o chefe de gabinete da Casa Civil, Marcelo Queiroz, deu a entender que a solução sobre o futuro do complexo está muito longe de um desfecho.

"Não existe essa posição. Há requisitos jurídicos. A Procuradoria entrou com ações. Isso não é assim, não se descumpre um contrato de uma hora para outra.  O que de fato estava errado na licitação anterior? O que os clubes pensam? O que a população espera? Acho que ninguém aqui está maduro quanto a este assunto", disse Queiroz.

O Flamengo é o principal interessado em um novo processo licitatório. O Rubro-negro já avisou que não vai manter relações comerciais com a Lagardère, empresa interessada na compra da concessão da Odebrecht.

Já o Fluminense, por sua vez, tem interesse no repasse para a empresa francesa. O Flu já tem entendimentos avançados para ser parceiro da empresa.

"Temos de sair daqui com sugestões. Todos serão avisados do debate aqui. Temos de avançar, mas temos de saber qual o modelo inicial", ressaltou Queiroz.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos