Pratto ironiza Felipe Melo após briga: "Está em todos os problemas"

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Vorley/AGIF

    O atacante Lucas Pratto, do São Paulo

    O atacante Lucas Pratto, do São Paulo

Lucas Pratto não fugiu da polêmica na hora de comentar a briga generalizada na partida entre Palmeiras e Peñarol, no Uruguai, pela Copa Libertadores. Depois do treino desta quinta-feira, no CT da Barra Funda, o são-paulino deu a sua opinião sobre a confusão e aproveitou para ironizar o volante Felipe Melo, do arquirrival.

"Às vezes, um jogador provoca outro. Felipe ultimamente está em todos os problemas, né? Tem que tentar não brigar. Aqui temos muita insegurança. Depois da briga passou para as torcidas. Então, acho que se você faz alguma coisa de violência dentro do jogo pode ir para fora. Mas é uma coisa de rivalidade, sempre uruguaio com argentino, uruguaio com brasileiro tem uma rivalidade especial", disse o argentino, que destacou o grande número de seguranças do Palmeiras no Uruguai.

"O primeiro jogo também terminou mal, por isso o Palmeiras levou muitos seguranças por lá, tinha mais do que normal. A gente tenta não brigar, mas às vezes são situações que ficam fora do controle. Não sei porque foi a briga, mas às vezes provoca também e deixa o rival mais bravo", completou Pratto.

Como o São Paulo foi eliminado da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista, a equipe só volta a jogar no dia 11 de maio, contra o Defensa y Justicia, da Argentina, pela Copa Sul-Americana. Até lá, a equipe faz a sua preparação no CT da Barra Funda. Já o Palmeiras volta a jogar na próxima quarta-feira, na Bolívia, contra o Jorge Wilstermann, pela Libertadores.
 
Atacante corintiano, Jô também comentou o episódio, em entrveista à ESPN. O jogador ainda acrescentou que estava torcendo para o Palmeiras na partida contra o Peñarol.
 
"Eu peguei o final só, não deu para ver o jogo. Lamentável. Muitas falam que é só porque é Libertadores, mas não pode sujar o nome do campeonato, porque teve confusão. Sabemos o quanto é difícil jogar fora, mas temos que ser respeitados assim como respeitamos. O Palmeiras estava representando o Brasil. Eu, particularmente, torço para todos os brasileiros nesses campeonatos". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos