Jornal elege Guardiola o melhor técnico do mundo; Tite é 22º

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters / Andrew Couldridge

O técnico Pep Guardiola pode terminar a temporada europeia sem conquistar título, mas ainda mantém uma boa fama. Nesta sexta-feira, o jornal francês "L'Equipe" elegeu o espanhol como melhor técnico do mundo atualmente em votação feita por 33 jornalistas.

Ele terminou com 904 pontos na eleição, logo a frente do italiano Antonio Conte, que comanda o Chelsea, líder do Campeonato Inglês, e do argentino Diego Simeone, do Atlético de Madri, semifinalista da Liga dos Campeões. Conte recebeu 880 pontos, um a mais que Simeone.

Na atual temporada, Guardiola viu o Manchester City cair nas oitavas de final da Liga dos Campeões (derrotado pelo Monaco) e da Copa da Liga Inglesa (superado pelo Manchester United). O time perdeu na semifinal da Copa da Inglaterra para o Arsenal e ocupa o quarto lugar no Inglês, com 65 pontos, 13 a menos que o Chelsea.

A relação dos cinco primeiros ainda tem o italiano Carlo Ancelotti, do Bayern de Munique, e o português José Mourinho, do Manchester United. Atual campeão da Liga dos Campeões, o francês Zinedine Zidane, do Real Madrid, ocupa o oitavo lugar da relação.

A lista dos 50 melhores treinadores tem apenas dois brasileiros: Tite (22º lugar) e Luiz Felipe Scolari (41º), que já havia sido divulgado na última quarta-feira.

Veja abaixo a relação:
1º Pep Guardiola (Manchester City)
2º Antonio Conte (Chelsea)
3º Diego Simeone (Atlético de Madri)
4º Carlo Ancelotti (Bayern de Munique)
5º José Mourinho (Manchester United)
6º Massimiliano Allegri (Juventus)
7º Joachim Löw (Alemanha)
8º Zinedine Zidane (Real Madrid)
9º Leonardo Jardim (Monaco)
10º Jürgen Klopp (Liverpool)
11º Didier Deschamps (França)
12º Mauricio Pochettino (Tottenham)
13º Luis Enrique (Barcelona)
14º Jorge Sampaoli (Sevilla)
15º Unai Emery (Paris Saint-Germain)
16º Marcelo Bielsa (desempregado)
17º Lucien Favre (Nice)
18º Claudio Ranieri (desempregado)
19º Fernando Santos (Portugal)
20º Arsène Wenger (Arsenal)
21º Thomas Tuchel (Borussia Dortmund)
22º Tite (Brasil)
23º Maurizio Sarri (Napoli)
24º Marcello Lippi (China)
25º Laurent Blanc (desempregado)
26º Julen Lopetegui (Espanha)
27º Rafael Benitez (Newcastle)
28º Ernesto Valverde (Athletic Bilbao)
29º Julian Nagelsmann (Hoffenheim)
30º Claude Puel (Southampton)
31º Ronald Koeman (Everton)
32º Luciano Spalletti (Roma)
33º Marcelo Gallardo (River Plate)
34º Rudi Garcia (Olympique de Marselha)
35º Mircea Lucescu (Zenit)
36º Manuel Pellegrini (Hebei China Fortune)
37º Louis van Gaal (desempregado)
38º Jorge Jesus (Sporting)
39º Giovanni Trapattoni (desempregado)
40º Oscar Tabarez (Uruguai)
41º Luiz Felipe Scolari (Guangzhou Evergrande)
42º Gian Piero Gasperini (Atalanta)
43º Heimir Hallgrimsson (Islândia)
44º Ralph Hasenhüttl (RB Leipzig)
45º Chris Coleman (País de Gales)
46º Giovanni van Bronckhorst (Feyenoord)
47º Eddie Howe (Bournemouth)
48º Lars Lagerbäck (Noruega)
49º Juan Antonio Pizzi (Chile)
50º Ricardo La Volpe (América-MEX)
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos