Árbitro interrompe e quase suspende partida por causa de ameaças de morte

Do UOL, em São Paulo

O jogo entre Huracán e Newells Old Boys, no Campeonato Argentino, esteve a ponto se ser suspenso após o árbitro Hector Paletta interromper a partida por causa de cânticos ameaçadores da torcida local. Ele recebeu ameaças de morte durante o duelo e só concordou em prosseguir após receber garantias de segurança. As informações são do jornal Olé.

Tudo começou quando Paletta não marcou um suposto pênalti de Moiraghi em Romero Gamarra. A torcida ficou revoltada e alguns  começaram a ameaçar o homem do apito: "Vamos matar um juiz". Então, ele decidiu suspender a partida. Houve uma reunião entre dirigentes, capitães das duas equipes, representantes do estádio Tomás Adolfo Ducó e da força policial para definir o que fazer. Com as garantias asseguradas, o juiz decidiu reiniciar a partida.

Os hinchas do Huracán passaram, logo, a ironizar a atitude e mudaram os versos para: "Para Paletta, a seleção". E, para piorar, ainda viram Scocco marcar e dar a vitória aos novos líderes do campeonato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos