Atletas driblam proibição do governo venezuelano e fazem 1 min de silêncio

Do UOL, em São Paulo

Os jogadores do Deportivo Lara e do Deportivo Anzoategui fizeram um minuto de silêncio em homenagem aos mortos dos protestos recentes na Venezuela. O ato na partida válida pelo Campeonato Venezuelano havia sido proibido pelo governo.

Para driblar a proibição, os jogadores fizeram o ato depois de o apito inicial. Assim que o Lara deu o pontapé inicial, os 22 atletas ficaram imóveis durante um minuto. Na sequência, eles se comunicaram e decidiram pelo início do jogo, que acabou em vitória do Anzoategui por 2 a 0.

A Venezuela tem convivido com uma onda de protestos recentes. Nos confrontos, 28 pessoas morreram e centenas ficaram feridas.

Nesta segunda-feira (1º), Dia do Trabalhador, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou um aumento de 60% do salário mínimo, que passa a ser de 65.021 bolívares, US$ 90 na taxa oficial, mais alta, e US$ 15 no mercado negro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos