Atlético-PR encara San Lorenzo por vitória e vaga no "grupo da morte"

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Marcos Brindicci/Reuters

    Nikão é dúvida para duelo contra o San Lorenzo, agora no Brasil

    Nikão é dúvida para duelo contra o San Lorenzo, agora no Brasil

Se a prioridade é a Libertadores, o Atlético Paranaense pode confirmar nesta quarta-feira (03) que acertou nas decisões neste primeiro semestre, seja a que custo for. "Patinho feio" do grupo da morte da Libertadores – o Grupo 4, ao lado de Flamengo, Universidad Católica-CHI e San Lorenzo-ARG, o adversário da vez – o Furacão pode ser a primeira equipe a se classificar para as oitavas de final da competição nesta chave, e deixar a batata quente para os demais. O duelo contra o San Lorenzo começa às 21h na Arena da Baixada.

Se vencer, o Atlético chega a 10 pontos e não perderá mais no mínimo o segundo lugar. De quebra, elimina o campeão de 2014 e deixa o Flamengo a caráter para carimbar também sua vaga um pouco mais tarde, no Maracanã, se vencer a Católica. Mas o jogo do Rio só interessará se o Furacão não vencer, ainda que um empate entre os outros dois rivais possa abrir uma grande chance de que a equipe garanta o primeiro lugar e assim não se incomode também com a realização da Liga Mundial de Vôlei na Arena da Baixada justamente na semana da primeira rodada das oitavas, quando os segundos colocados jogarão em casa.

Nos poucos dias que sucederam a derrota em casa para o Coritiba na final do Paranaense – a primeira em casa após sete meses – o principal foi curar a ressaca. O técnico Paulo Autuori reconheceu que a equipe entrou desligada na decisão local por estar "com a cabeça no jogo de quarta". O dia chegou. "Mentalmente estávamos fora do foco, perdemos e pagamos um preço alto. Não acreditamos em nada por casualidade. Vamos atrás das coisas. Nos momentos difíceis a equipe reagiu muito bem", disse Autuori, que prevê um clima de final contra o San Lorenzo: "Vai ser um jogo muito competitivo. Então teremos que ser muito competitivos se quisermos sair com a vitória, que é nosso único objetivo".

Em campo, dois problemas: Jonathan está fora mais uma vez e Nikão é dúvida, podendo ser liberado apenas momentos antes do jogo. O meia saiu do clássico de domingo sentindo o ombro. Se ele não jogar, Felipe Gedoz deve ser o titular. Na lateral aparecerá mais uma vez Zé Ivaldo, configurando a formação que derrotou o Flamengo. No banco, a boa nova é a volta de Pablo, que pode pintar no segundo tempo.

Para o San Lorenzo do técnico Diego Aguirre, nem mesmo o empate atende às expectativas. Só mesmo devolver a derrota sofrida na Argentina pode manter o time do ex-técnico de Atlético-MG e Inter vivo na competição. "Temos essa necessidade imperiosa, é uma final e sabemos disso. (Atlético) Paranaense é muito forte em casa. Não podemos especular, mas também não sairemos como loucos a buscar o gol desde o começo", garantiu Aguirre. O meia Ezequiel Cerutti é dúvida para a partida.

ATLÉTICO-PR X SAN LORENZO-ARG

Data/hora: 03/05/2017, às 21h (de Brasília)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)

Atlético

Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Rossetto e Lucho González; Douglas Coutinho, Nikão  (Felipe Gedoz) e Eduardo da Silva.
Técnico: Paulo Autuori.

San Lorenzo

Navarro; Díaz, Angeleri, Caruzzo e Rojas; Mussis, Botta (Cerutti), Ortigoza e Belluschi; Merlini e Blandi.
Técnico: Diego Aguirre.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos