Neymar avisa Barça que prefere auxiliar técnico na vaga de Luis Enrique

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

  • Albert Gea/Reuters

    Juan Carlos Unzué, auxiliar técnico do Barcelona

    Juan Carlos Unzué, auxiliar técnico do Barcelona

Neymar já se posicionou com relação ao substituto de Luis Enrique no comando do Barcelona na próxima temporada. O brasileiro não gosta da ideia de uma mudança de filosofia no trabalho atual e, por isso, quer que o atual auxiliar técnico, Juan Carlos Unzué, seja alçado ao cargo de treinador.

O UOL Esporte ouviu de pessoas próximas do jogador o interesse de Neymar. O pai, Neymar da Silva Santos, já conversou com dirigentes do Barcelona sobre o tema, comentando a vontade do jogador.

Para uma permanência de Luis Enrique, Neymar se faz indiferente. O brasileiro já teve problemas com o técnico por conta de excesso de substituições na temporada 2014/2015, treinos avaliados como cansativos e mais recentemente uma bronca no vestiário na derrota para Juventus por 3 a 0, pelas quartas de final da Liga dos Campeões, em Turim - a queixa foi por descumprir funções defensivas na marcação a Daniel Alves e Cuadrado.

O relacionamento com Luis Enrique é de conversas apenas sobre o time. Já com Unzué há uma maior atenção por conta do perfil agregador do auxiliar técnico.

Unzué tem grande participação no trabalho de Luis Enrique. O técnico, por exemplo, já assumiu que o auxiliar é o responsável pelos treinamentos de bolas paradas do time. Ver Unzué na beira do gramado orientando os jogadores é cena comum.

Lluis Gene/AFP

O posicionamento de Neymar é importante em momento de decisão no clube. Assim como o brasileiro, outros nomes influentes do elenco como Piqué e Iniesta ja se posicionaram a favor de Unzué.

O Barcelona tem na lista de prioridades para treinar o time os nomes de Ernesto Valverde, do Athletic de Bilbao, e Jorge Sampaolli, do Sevilla. No entanto, o forte apelo dos jogadores por Unzué deixou o cenário modificado.

"O Unzué conta com o respeito dos pesos pesados do time e sempre foi a imagem amável de Luis Enrique. É um entusiasta do Barça, e com muita vontade de assumir o cargo de técnico", comentou o repórter Dídac Peyret, do jornal esportivo catalão Sport.

"Só que após três anos de temporada são criados alguns hábitos, e nem sempre positivos. Há quem defenda que o time precise de uma sacudida importante após duas eliminações de Liga dos Campeões em quartas de final", lembrou Dídac.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos