Acusado de dar soco em auxiliar rival, Hulk nega e relata ofensas

Do UOL, em São Paulo

  • AFC Champions League

O treinador do Ghizhou Zhicheng, Li Bing, acusou o brasileiro Hulk de ter acertado um soco no assistente técnico Yu Ming após a vitória do Shangai SIPG por 3 a 0 no último sábado, pela Superliga Chinesa. Tanto o brasileiro como o seu clube rebatem a versão.

Na versão apresentada pelo técnico do Ghizhou Zhicheng, o brasileiro teria dado continuidade à discussão iniciada no primeiro tempo e acertado o rival após nova discussão no corredor do vestiário.

"Houve alguns desentendimentos no primeiro tempo e os treinadores deles tomaram a iniciativa de nos insultar durante o jogo, por isso tivemos discussões com eles. Isso durou até o intervalo e, mais tarde, no corredor do vestiário, Hulk perseguiu nosso assistente técnico de (idioma) inglês. Discutimos com ele e ele socou nosso assistente técnico, que caiu no chão.", escreveu Li Bing em meu microblog
 
"Os jogadores estrangeiros vêm aqui para ajudar com o desenvolvimento do futebol chinês, mas não importa o quão bem você joga, você não pode desprezar o povo chinês, muito menos bater em nossos treinadores chineses", completou.
 
Por meio de sua assessoria de imprensa, Hulk rebateu a versão. "Não é verdade que eu teria agredido. O que houve no intervalo foi xingamento por parte do auxiliar técnico deles contra o nosso time na saída do campo. Ele gritava muito e ofendia. Xingamos de volta e cada time foi para o seu lado. Na volta do intervalo, ele ficou no corredor nos esperando, mas voltamos com os seguranças", disse.
 
"Como ele foi demitido após o jogo está se defendendo fazendo acusações. Me escolheu por ter sido destaque do jogo e para ter mais repercussão. Espero que ele e o treinador, que não conheço sejam felizes na profissão deles. Eu gosto da China e do povo chinês. Eu e minha família estamos muito felizes aqui. Quero ser campeão aqui como fui em outros países", completou.
 
Em comunicado em seu site oficial, o Shangai SIPG também defendeu seu jogador. "As alegações de Hulk ter agredido o assistente técnico do Guizhou não são verdadeiras. As declarações de Li Bing e Yu Ming são inadequadas e provocam hostilidade entre os jogadores estrangeiros e o povo chinês e isso afetou a imagem do nosso clube", disse o clube em nota oficial.
 
"O clube atribui grande importância ao incidente, e pediu à equipe competente para identificar a situação real do incidente. A supervisão da competição e do comitê organizador e os departamentos de segurança pública repetidamente viram o vídeo de vigilância, e disseram-me que o clube não registrou o incidente", diz o comunicado
 
Técnico mantém versão
 
Em seu microblog na Weibo, Li Bing voltou a escrever sobre o assunto e disse que mantinha versão dos acontecimentos apesar da nota do Shangai SIPG. Porém, concordou que exagerou no uso das palavras ao se referir aos estrangeiros.
 
"O que eu não posso aceitar não é a derrota, porque SIPG é muito mais forte do que nós. Mas eu não posso aceitar que Hulk nos insultou primeiro e socou o nosso treinador primeiro", disse
 
"Eu disse algo como 'despreza o povo chinês', e eu deveria refletir sobre isso, mas buscar a verdade dos fatos é algo que eu aprendi com minha carreira e todas as honras que recebi" completou.
 
"Minha filha sabe que seu pai nunca diria uma mentira, posso garantir a verdade de todo o incidente com minha dignidade."

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos