Título empolga Coritiba para o Brasileirão, em que não é Top 10 há 6 anos

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Comunicação CFC

    Coxa quer aproveitar o embalo para fazer o melhor Brasileirão em 6 anos

    Coxa quer aproveitar o embalo para fazer o melhor Brasileirão em 6 anos

Em meio a festa pelo 38º título estadual, projeções otimistas: esse foi o Coritiba pós-título, pensando no Brasileirão que se aproxima. "Vamos melhor ainda mais agora no Brasileirão", declarou o presidente Rogério Portugal Bacellar; "O torcedor pode acreditar que no Brasileiro a gente vai continuar nesse pegada, a gente tem um grupo muito bom, vamos ver se não fica só nas palavras", disse o artilheiro Kléber. Se o que precisa para tanto é um desafio, o histórico recente cobra: há 6 anos que o Coxa não é nem Top 10 no Brasileirão.

Foi em 2011, quando a equipe foi bicampeã estadual, vice da Copa do Brasil e chegou na oitava posição no Brasileirão. Na ocasião, o Coxa ficou a três pontos de conquistar uma vaga na Copa Libertadores de 2012, que acabou na mão do Inter – Figueirense e São Paulo ainda estiveram à frente na classificação. O trunfo da campanha foi o Couto Pereira: com 74,5% de aproveitamento, o Coxa foi o melhor mandante daquele campeonato, melhor até que o campeão Corinthians.

Depois desta campanha, nada mais andou bem. Em 2012, mesmo com o tri estadual e mais um vice na Copa, apenas a 13ª posição. No ano seguinte, 11º colocado e dali para frente, sufoco até o final, escapando do rebaixamento em 14º (2014) e 15º por duas vezes, a apenas duas posições dos rebaixados. Campeão brasileiro em 1985, a melhor campanha do Coritiba nos Brasileirões depois deste feito já data de 14 anos. Em 2003 foi o quinto colocado e disputou a Libertadores pela segunda e última vez.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos