Agente critica o Corinthians e diz que Pablo interessa a 4 grandes rivais

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Representante do zagueiro Pablo, o advogado Fernando César fez críticas à postura da direção do Corinthians nas tratativas para que o jogador seja comprado em definitivo pelo Bordeaux, da França.

Em entrevista ao UOL Esporte, Fernando César disse que só aguardará o Corinthians até a terceira rodada do Brasileirão e revelou o contato de pessoas ligadas a outros quatro grandes do Brasil: Palmeiras, São Paulo, Flamengo e Atlético-MG. Mencionou, ainda, contato oficial de uma grande equipe turca.

"Empresários têm me ligado se dizendo credenciados por esses clubes, mas não tenho dado abertura a esse tipo de conversa. Primeiro, porque se um clube estiver interessado, pode ligar diretamente para mim. E quem me conhece sabe que, enquanto eu estiver negociando com Corinthians, não converso com qualquer outro clube", disse Fernando César.

Ainda segundo ele, o prazo para as negociações está delimitado: "quero resolver com o Corinthians até a terceira rodada do Brasileiro, porque se até lá não estiver resolvido, eu vou estar aberto a conversar com outros clubes que possam se interessar em comprar o Pablo", emendou.

O ponto que gera incômodo no estafe de Pablo está no fato de nenhuma conversa, segundo Fernando, ter sido aberta entre Corinthians e jogador. Na avaliação dele, tratar do contrato para a permanência em definitivo é um ponto essencial para o acordo, a exemplo do trato com o Bordeaux, dono dos direitos do zagueiro.

Na quarta-feira, duas entrevistas foram concedidas por dirigentes corintianos e mencionaram o zagueiro campeão paulista. Ao canal Fox Sports, o presidente Roberto de Andrade declarou que o acordo é prioridade número 1. Já ao site da Globo, o diretor de futebol Flávio Adauto também declarou que havia estabelecido conversas com o Bordeaux.

É justamente aí que está o incômodo, pois o Corinthians até o momento só abriu negociações, de acordo com Fernando César, com a equipe francesa. Pablo está emprestado até dezembro, mas pode ser adquirido a qualquer momento por outro clube caso exerça a opção de compra dada aos corintianos, de R$ 10 milhões. A janela de negociações abre em junho.

"Tenho a sensação de que o Corinthians quer comprar o Pablo pela imprensa. O Corinthians escolhe o caminho errado. Como tem um valor fixado, ele deveria se preocupar primeiro em se acertar com o jogador. De nada adianta resolver com o Bordeaux", alertou o empresário. "Quando o Corinthians quis contratar o Pablo, eu quis deixar valores de salários e luvas estipulados, mas o Corinthians não se interessou nisso", afirma.

O empresário ainda deixa claro que a intenção de Pablo, a prioridade número 1, é seguir no Parque São Jorge. Mas, na avaliação de Fernando César, o zagueiro pode ser exposto perante a torcida. "Não queremos correr o risco de dirigentes colocarem o Pablo contra a torcida, porque acertou com o Bordeaux e ele vai ter que acertar de qualquer jeito. O Pablo quer ficar, é a primeira de todas as opções", assegura.

"Ele se deu muito bem com o Corinthians, é a prioridade. O Corinthians foi muito importante para ele, porque o relançou no cenário nacional e mundial, mas ele não pode ficar se o Corinthians não quiser. Uma coisa é diretor falar que quer comprar, e outra coisa é tomar uma medida efetiva de acertar a negociação", concluiu Fernando César.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos