Sheik diz que se encantou com projeto da Ponte: "Desafiador"

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/AAPP

Os planos da Ponte Preta para o segundo semestre de 2017 foram o fator principal para que o veterano Emerson Sheik assinasse com a equipe de Campinas. O atacante de 38 anos explicou sua escolha em entrevista à "ESPN Brasil" nesta sexta-feira (12).

"O projeto da Ponte Preta para 2017 me encantou. O investimento que a diretoria está pensando em fazer, o grupo de jogadores, a dedicação", declarou o atacante, que prosseguiu com elogios à campanha no Campeonato Paulista.

"Essa final do Paulista foi algo que me chamou muito a atenção. Acho o Paulista o regional mais difícil, e a Ponte chegou na final eliminando campeão brasileiro e vice. É um clube diferente de todos os outros que eu joguei. Desafiador. Se as coisas acontecerem aqui de uma forma bacana, eu de fato vou me achar um cara muito pé quente. Estou amarradão, não vejo a hora de jogar", afirmou.

Sheik voltou a falar da decepção que teve no Flamengo em 2016, em especial no segundo semestre, e contou o porquê de ter ficado sem clube no início de 2017. "Decidi me ausentar um pouco, ficar um pouco com a mãe as crianças, ter um tempo para mim mesmo. ", explicou.

O atacante ainda opinou que seu ex-clube é um dos favoritos ao título do Brasileiro, embora tenha dito que o Flamengo "precisa jogar" para fazer valer o status. Por fim, Sheik disse preferir ser escalado próximo ao gol adversário na Ponte Preta, mas também admitiu jogar pelas laterais.

"Fui contratado para isso, é óbvio que mais próximo do gol é melhor para mim, hoje. Mas se tiver que cair pelas laterais, tudo bem. Mas quero jogar, esse é o importante", finalizou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos