Henrique tem que explicar lance de pênalti até para mãe: "não me joguei"

Do UOL, em São Paulo

Protagonista do lance mais polêmico da vitória do Fluminense sobre o Santos por 3 a 2 no último domingo, o atacante Henrique Dourado disse, em entrevista à "Fox Sports", que teve que explicar até para a sua mãe que não se jogou na dividida com Jean Mota que ocasionou um pênalti a favor do seu time.

"Disse para a minha mãe que eu não me joguei. Na hora que protegi, ele pegou de bico, mais no calcanhar do que no tornozelo. Quando ouvi o barulho foi quando eu caí, não tinha como permanecer em pé. É uma situação muito rápida", disse Henrique, que contou ter sido questionado pela mãe se tinha tentado simular o pênalti.

Ainda sobre o lance, Henrique Dourado explicou que tentava proteger a bola quando foi tocado. O lance ocorreu aos 46 minutos do primeiro tempo e deu a vantagem ao Fluminense antes do intervalo.

"No momento do lance eu fui tocado pelo Jean. Muitos falaram que foi simulação, mas no momento do pênalti, quando vi que ele ia tocar a bola, eu protegi. E quem estava perto escutou o barulho forte, tanto que eles fizeram uma pressão normal (na reclamação). O próprio atleta falou que foi o barulho (que fez o árbitro marcar o pênalti). Foi a chuteira que bateu no calcanhar. Tanto que coloquei gelo no vestiário depois. Eu fui proteger a bola como muitos jogadores fazem em uma partida", explicou.

Oposição ao horário das 11h

Henrique Dourado ainda fez coro às reclamações ao horário da partida, que inaugurou os duelos das 11h (de Brasília) deste Campeonato Brasileiro.

"E complicado, é um horário que o atleta não está acostumado a jogar, neste horário das 11 horas, mas já que tem temos que superar. Não concordo, não gosto de jogos as 11 horas. Acho que não é um horário ideal para ter partidas", disse.

"Em relação ao desgaste (nem tanto), mas ao horário que tem que adaptar à rotina. Eu particularmente no sábado acordei às 7 e meia para me acostumar, porque o jogo seria às 11h. E fiquei acordado até o horário do treino para me adaptar. Mas é um horário difícil", explicou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos