Falcao Garcia e Coentrão são denunciados na Espanha por fraude fiscal

Do UOL, em São Paulo

  • AP

    Atacante colombiano transferiu empresa para paraíso fiscal

    Atacante colombiano transferiu empresa para paraíso fiscal

O Ministério Público da Espanha apresentou denúncias contra os jogadores Radamel Falcao, atualmente no Monaco, e Fabio Coentrão, jogador do Real Madrid. De acordo com o jornal Marca, os dois atletas teriam fraudado a receita espanhola.

Falcao teria omitido ao fisco em torno de 5,66 milhões de euros (R$ 19,45 milhões), enquanto Coentrão é acusado de desviar 1,29 milhão de euros (R$ 4,4 milhões). Contra eles, são apontados cinco delitos contra a Fazenda e Imposto de Renda.

Na investigação direcionada a Falcao, o atacante é acusado de transferir sua empresa de Madri para a Colômbia e para paraíso fiscal (Ilhas Virgens). Falcao defendia o Atlético de Madri.

As contabilidades e operações financeiras de Falcao nos anos de 2012 e 2013 deveriam ser feitas na Espanha, denuncia o MP.

Já Coentrão é acusado de simular um contrato de imagem para uma empresa do Panamá. O intuito da movimentação financeira no Panamá era minimizar impostos e tributações.

Quatro dias antes de fechar com o Real Madrid, o lateral português transferiu a conta para uma empresa irlandesa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos