Grêmio envia comitiva à China por um ano de olho em expansão da base

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Grêmio

    Grêmio tem parceria com time local e coordena escolas para crianças de 5 a 10 anos

    Grêmio tem parceria com time local e coordena escolas para crianças de 5 a 10 anos

O Grêmio está, em definitivo, na China. Quase dois anos depois de assinar uma parceria com time local, o Tricolor enviou uma equipe permanente para o outro lado do mundo. A comitiva formada por quatro pessoas tem como meta implementar o método de formação de jovens jogadores na Ásia.

O grande objetivo do projeto é internacionalizar a imagem do Tricolor como um formador de talentos. De quebra, o Grêmio ainda estreita relações com o mercado chinês e sua pujante economia.

A parceria com o clube Black Panthers foi firmada em outubro de 2015 e no ano passado o Grêmio viajou pela primeira vez até a China. Lá, iniciou o processo de intercâmbio com duas sedes da rede de escolas de futebol do clube local.

Agora, a comitiva do Tricolor irá coordenar os trabalhos já em andamento e inaugurar uma sede com 2.000m². O prédio fica na cidade de Zhuhai, na província de Guangdong, perto de Macau – no litoral chinês.

No local, o Grêmio pretende montar museu com alusão a seus ídolos e jogadores com passagem pela base do clube. A ideia é expor títulos e difundir a marca e a cultura do Tricolor. Antes mesmo da inauguração da sede, a parceria já atinge duas mil crianças, segundo os dirigentes. Os profissionais do Grêmio ficarão por pelo menos um ano em solo chinês.

Divulgação Grêmio

"Esta participação in loco de profissionais da Escola de Futebol do Grêmio consolida a parceria. Agora, além de fornecer a metodologia, iremos agora fiscalizar e ensinar para os novos 'coachs'", disse Carlos Alberto Nascimento, o Deco, diretor-geral da Escola de Futebol do Grêmio.

A delegação do Grêmio na China é composta por William Mikhailenko, coordenador geral da Escola, André Mello, treinador da categoria sub-13, e os preparadores físicos Pedro Lunelli e Lucas Zarth.

O Black Panthers, clube parceiro, ainda tem status de time amador, mas lançou projeto de profissionalização. O estádio local, em Zhuhai, tem capacidade para 40 mil pessoas, e foi eleito como futura casa. O Grêmio, como mentor na formação, tem papel importante nessa ideia. A sede e a mão de obra para tornar o plano já estão à disposição. E o Tricolor, definitivamente, já está na China.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos