Menos posse, mais ataque. Dudu elogia Cuca e diz o que mudou no Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras

    Dudu falou sobre diferenças entre os estilos de Eduardo Baptista e Cuca

    Dudu falou sobre diferenças entre os estilos de Eduardo Baptista e Cuca

Cuca reestreou no Palmeiras com uma vitória por 4 a 0 sobre o Vasco, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. E para Dudu, apesar do pouco tempo de trabalho nesse retorno, já foi possível perceber diferenças em relação ao trabalho do técnico anterior, Eduardo Baptista. Em entrevista ao SporTV, o capitão do Palmeiras falou sobre os estilos dos dois treinadores.

"Acho que a gente voltou a jogar um pouco mais para frente, sem muita posse de bola, mas sempre, quando pega a bola, procurando o gol. O Eduardo às vezes queria que a gente fizesse isso, mas às vezes, com ele, a gente tinha mais a posse da bola. Mas não estou comparando os dois, o Eduardo deixou a equipe montada para o Cuca, bem na Libertadores, a uma vitória de classificar. O Eduardo é um cara bacana, a gente agradece a ele e espera que ele possa fazer um bom trabalho em outro clube", disse o camisa 7.

Dudu também destacou que se sente mais confortável jogando no estilo de Cuca por ter se acostumado a ele durante a campanha do título brasileiro de 2016.

"Já estava acostumado com o Cuca, desde ano passado a gente se deu muito bem no Palmeiras. Não só eu como o time, tinha um jeito de jogar com ele, e vinha fazendo muito bem ano passado. Aí ele teve que sair por problemas particulares e o Eduardo tinha outra ideia de jogo, outro esquema, que ele usava em outros clubes, e a gente procurou pegar esse esquema dele o mais rápido possível. Às vezes não fazia bons jogos e às vezes fazia excelentes jogos", avaliou.

O atacante negou ainda que os jogadores não tenham cumprido as determinações de Eduardo Baptista em campo. Para Dudu, houve uma certa dificuldade de adaptação, mas os atletas sempre procuraram obedecer ao treinador.

"O jogador tem que acatar o que o treinador pede, não interessa se é o treinador A, B ou C. A gente sempre fez isso aqui com o Eduardo, fez o que ele pedia para a gente. A gente sabia que era um esquema diferente, que a gente nunca tinha jogado, que era um esquema dele. Com o Cuca, a gente já está acostumado a jogar com o esquema que ele pede, muita movimentação, muita marcação, intensidade. A gente sempre procura fazer aquilo que o treinador pede", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos