Sassá é cobrado por torcedores na saída do treino do Botafogo

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Rodrigo Buendía/AFP Photo

Após ficar de fora do jogo do Botafogo contra o Grêmio, na estreia do Brasileiro, Sassá passou por uma situação nada agradável na manhã desta terça-feira. Após treinar no estádio Nilton Santos (Engenhão), o atacante teve o carro cercado por torcedores que cobraram o jogador pelos atos de indisciplina que o tiraram o atleta da última partida.

Apesar do tom de cobrança, a conversa transcorreu sem um clima pesado. Tanto que Sassá deixou o carro para conversar com os torcedores. Segundo um dos torcedores presentes, o atacante estava insatisfeito com o fato de não ter jogado e reiterou o desejo de encarar o Atlético Nacional nesta quinta-feira, pela Libertadores.

O clima ficou pesado para Sassá que não se acertou com o Botafogo na renovação do contrato, que se encerra em dezembro. Para ficar no Alvinegro, o atacante fez um pedido bastante alto para a realidade do clube. Luvas de R$ 5 milhões além de R$ 300 mil de salário.

O Botafogo se assustou com a pedida e tenta uma redução. Caso não consiga, dificilmente terá condições de pagar o que Sassá deseja. Assim, o jogador, formado nas categorias de base do clube de General Severiano, trocaria de casa sem render qualquer dinheiro.

Na última segunda-feira, Sassá participou normalmente dos treinamentos. Nesta terça, porém, ele ficou apenas na academia a pedido da preparação física.

Camilo concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira e comentou a situação de Sassá. "Nós sempre queremos que jogadores nos ajudem. Ele sempre nos ajudou em campo, essas questões a gente deixa para a diretoria", finalizou o camisa 10.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos