Corinthians vence entraves e fecha com promessa que corria risco de sair

Dassler Marques e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Léo Santos, zagueiro do Corinthians: dificuldades superadas em renovação de contrato

    Léo Santos, zagueiro do Corinthians: dificuldades superadas em renovação de contrato

Motivo de preocupação do departamento de futebol do Corinthians nos últimos meses, a renovação de contrato do zagueiro Léo Santos, 18 anos, está próxima de solução após recusas recentes. Ele é avaliado, no clube e até na CBF, como um dos defensores de maior futuro do futebol brasileiro. 

Desde o último ano, orientados pelo agente italiano Mino Raiola, empresário de Zlatan Ibrahimovic e Paul Pogba, entre outras estrelas do futebol europeu, Léo Santos e seu pai haviam negado ofertas do Corinthians e apresentado pedidas tidas como elevadas pela direção do clube.

Dentro desse processo, houve a preocupação de que o jovem poderia deixar o clube, sobretudo pela dificuldade em negociar com Raiola. O atual contrato de Léo Santos se encerra em setembro do próximo ano, o que permitiria a ele assinar um vínculo com uma nova equipe já em março de 2018. O panorama, nos últimos dias, se alterou, e em breve será anunciada a renovação - provavelmente, por quatro ou cinco temporadas.

O acordo sai depois do rompimento do zagueiro com Mino Raiola. Alvo de vários empresários brasileiros, Léo Santos acabou fechando com Giuliano Bertolucci, sócio de Kia Joorabchian no Brasil.  

Por que Léo Santos é considerado tão promissor no Corinthians

Marcello Zambrana/AGIF
Léo marcou seu primeiro gol como profissional contra a Ponte

Com passagens pelas seleções de base nas categorias sub-17 e no sub-20, Léo Santos pulou etapas dentro da formação por sua própria qualidade. Com 17 anos e um mês, já era titular do Sub-20 do Corinthians e foi um dos destaques na disputa da Copa São Paulo de Juniores de 2016, campanha que acabou com um vice-campeonato diante do Flamengo, nos pênaltis. Logo depois, o departamento profissional solicitou a promoção de Léo. 

Meses antes, durante a disputa do Mundialito Sub-17 em Madri, dirigentes do Corinthians se surpreenderam em visita ao Real Madrid. Funcionários das divisões de base do Real mostraram uma grande base de dados de acompanhamento de Léo Santos. Naquele momento, o meia Matheus Pereira [vendido para o Empoli e a Juventus-ITA em co-propriedade] e Léo eram os únicos jogadores corintianos dentro desse programa, o que revelou a dimensão que existia no potencial do defensor.  

Dentro da CBF, Léo Santos era avaliado por Erasmo Damiani e Rogério Micale, respectivamente diretor e treinador recentemente demitidos, como o zagueiro jovem brasileiro de maior projeção ao lado do são-paulino Lyanco, vendido ao Torino-ITA. Os dois, por sinal, formaram a defesa ideal do Brasil em recente Sul-Americano Sub-20 - a campanha, porém, foi ruim, com o quinto lugar. 

Nas poucas oportunidades que já teve pelo Corinthians, Léo Santos mostrou porque o treinador Fábio Carille e o gerente de futebol Alessandro o consideram um futuro titular do clube, um processo que poderá ser acelerado com a renovação de contrato. 

Na estreia contra o Figueirense, pelo Brasileirão passado, ele teve atuação segura - a equipe vencia por 1 a 0 e sofreu o empate no fim, em falha do também zagueiro Pedro Henrique. Já em 2017, quando acionado, teve desempenho tranquilo e ainda marcou o gol de empate contra a Ponte Preta, em Campinas. A avaliação sobre o comportamento de Léo Santos no Corinthians reforça a impressão positiva sobre as qualidades em campo. O jovem de 18 anos tem estrutura familiar sólida, capacidade de expressão acima da média e é, inclusive, engajado em projetos sociais.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos