Dani Alves marca, Juve bate Lazio e conquista tri inédito da Copa da Itália

Do UOL, em São Paulo

A Juventus deu mais uma demonstração de seu domínio absoluto do futebol italiano nesta quarta-feira (17), ao derrotar a Lazio por 2 a 0 e conquistar no Estádio Olímpico de Roma a Copa da Itália pela terceira temporada consecutiva, um feito inédito nos 119 anos de idade do clube.

Daniel Alves e Bonucci fizeram os gols da vitória, que deixou o clube de Turim ainda mais isolado como o maior vencedor da taça, levantada pela 12ª vez – a Roma, segunda com mais títulos na competição, tem nove.

O título deixa aberta a possibilidade da Juventus conquistar uma tríplice coroa pela primeira vez em sua história, pois a equipe está na final da Liga dos Campeões e está muito próxima do hexa consecutivo do Campeonato Italiano - a última chance concreta disso foi na temporada 2014/15, com títulos da Copa da Itália e do Italiano, mas com derrota para o Barcelona na decisão da Liga dos Campeões.

VALERY HACHE/AFP

Estrela de Daniel Alves continua a brilhar

De novo ele: Daniel Alves brilhou novamente em decisão pela Juventus. O lateral brasileiro abriu o placar aos 12min, após receber cruzamento do compatriota Alex Sandro e bater de primeira para as redes de Strakosha. Solto pela ala direita, ele foi uma ameaça constante à defesa da Lazio e manteve o nível alto apresentado na semifinal da Liga dos Campeões contra o Monaco, onde também marcou um gol ao finalizar de primeira e ainda deu duas assistências - além de uma assistência "moral" para Mandzukic, que recebeu do brasileiro, finalizou em cima do goleiro e mandou para as redes no rebote.

Alex Sandro se destaca com assistências

Três brasileiros foram titulares da Juventus nesta decisão: o goleiro Neto, Daniel Alves e Alex Sandro. Embora menos espalhafatosa, a atuação do ala esquerdo foi tão boa quanto ou até melhor que a do direito. Mais preso à defesa, Alex Sandro caprichou em seus cruzamentos ao subir para o ataque, servindo Daniel no primeiro gol e dando uma "casquinha" para Bonucci ampliar em uma cobrança de escanteio.

Stefano Rellandini/Reuters

Lazio mal ameaça Juventus após susto inicial

A primeira grande chance da final da Copa Itália foi da Lazio. Keita recebeu dentro da área aos 6min, finalizou e mandou na trave de Neto. Dali em diante, no entanto, a equipe da capital só foi acertar o gol defendido pelo brasileiro no último lance antes do intervalo – defesa fácil para o goleiro. A Lazio tentou reagir na etapa complementar e até chegou mais vezes à meta adversária, sem exigir Neto em lances difíceis.

Juventus domina partida mesmo desfalcada

Sem Gianluigi Buffon e o meia Pjanic, duas das principais figuras de seu time titular, a Juventus mostrou sua solidez defensiva tradicional e controlou a partida contra a Lazio. Fora o susto causado por Keita no início da partida, a equipe de Turim tardou a sofrer alguma ameaça do adversário após abrir 2 a 0 no placar. Concentrando o jogo pelas laterais com Dani Alves e Alex Sandro, o time treinado por Massimiliano Allegri finalizou mais e com maior precisão do que a Lazio, embora a posse de bola tenha sido distribuída de forma equivalente entre ambas as equipes.

Ficha técnica

Juventus 2 x 0 Lazio

Data: 17 de maio de 2017
Hora: 16h05
Local: Estádio Olímpico, em Roma (Itália)
Gols: Daniel Alves, 12' 1º T, Bonucci, 25' 1ºT

Juventus: Neto; Barzagli, Bonucci, Chiellini; Daniel Alves, Marchisio, Rincón e Alex Sandro; Dybala (Lemina), Higuain e Mandzukic. Técnico: Massimiliano Allegri.

Lazio: Strakosha; Bastos (Felipe Anderson), De Vrij (Luis Alberto) e Wallace; Basta, Parolo (Radu), Biglia, Milinkovic e Lulic; Immobile e Keita. Técnico: Simone Inzaghi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos