Na berlinda: estreia ruim e reforços para zaga "afastam" Jomar no Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

A chegada de reforços para o setor, somada ao desempenho infeliz na tarde do último domingo (14), contra o Palmeiras, na estreia no Campeonato Brasileiro, devem custar caro ao jovem zagueiro Jomar. Titular até então com as saídas de Luan e Rodrigo, ele irá para o "fim da fila" com os novos nomes e não está descartada a hipótese de que seja negociado.

Nesta semana, a diretoria contratou os zagueiros Breno, do São Paulo, Paulão, do Internacional, e encaminhou o acerto com o jovem Lucas Rocha, de 21 anos, que se destacou pelo Boavista no Campeonato Carioca deste ano.

Caso Anderson Martins, que negocia sua rescisão de contrato no Qatar, desembarque em São Januário, o técnico Milton Mendes passará a ter seis nomes para o setor, uma vez que também conta com Rafael Marques e o jovem Ricardo, recém-promovido do sub-20. Desta forma, o número extrapolará o ideal estipulado pelo treinador de contar com cinco defensores no elenco.

Abatido após o desempenho na goleada sofrida por 4 a 0, quando cometeu dois pênaltis, Jomar se reapresentou nesta terça-feira (16) e ganhou o apoio dos companheiros.

"Ele é um cara com um coração bom. É pai de família, responsável, treina como ninguém. Contra o Flamengo [semifinal da Taça Rio] ele comandou nossa defesa. Contra o Palmeiras não foi o dia dele. Não tem qualidade? Não é um jogo que diz se o jogador é ruim ou não. O que vale é que a cabeça dele está boa, já chegou bem hoje ao treino. Aqui todos são acolhidos, isso que é bom. Estamos todos juntos", declarou o volante Jean.

Cria da base do Vasco, Jomar, de 24 anos, renovou seu contrato em dezembro do ano passado até o fim de 2019.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos