Gringo encontra espaço na lateral do Cruzeiro, mas agente insiste em saída

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Cruzeiro/Light Press

    Lucas Romero, volante do Cruzeiro, em ação na partida contra o São Paulo

    Lucas Romero, volante do Cruzeiro, em ação na partida contra o São Paulo

Lucas Romero agradou à comissão técnica do Cruzeiro atuando como lateral direito. A apresentação contra o São Paulo pode fazer com que o argentino tenha mais oportunidades na posição, que agora conta somente com Ezequiel e Lennon. O fato frustraria as expectativas de Alberto Stagliano, agente do jogador de 23 anos, que pretende tirá-lo da capital mineira.

A qualidade na marcação e o posicionamento transformaram o jogador em uma opção para o setor defensivo nos próximos compromissos da equipe. O problema é que o seu estafe planejava uma transferência para o futebol europeu.

Stagliano revelou que Lucas Romero gosta de atuar como lateral direito e que estaria disposto a seguir na posição. Contudo, o representante acredita que Mano Menezes não gosta do atleta, sentimento que, segundo ele, poderia acarretar na saída do gringo do clube.

"Lucas [Romero] é muito profissional e principalmente muito leal. Por isso, ele se adapta a qualquer função. Porém, se o técnico não gosta da forma que o Lucas joga, por mais que ele goste da posição, quem decide o titular é o treinador", disse ao UOL Esporte.

A possibilidade de seguir na lateral direita, inclusive, é repetida também por Lucas Romero. O meio-campista reforça o discurso do representante e não esconde que o seu desejo é ter sequência em campo:

"Estou preparado para ajudar. Sou volante, mas se o treinador precisar, vou fazer a lateral. Tive a oportunidade na lateral e, quando ela surge, não pode deixar passar. Quem não gosta de jogar não é jogador. Se o treinador precisar de mim na lateral, eu vou jogar", comentou.

O problema é que, nos bastidores da Toca da Raposa II, a ideia sobre o jogador é totalmente distinta do pensamento do empresário. Mano Menezes crê que o jovem pode desempenhar a função de lateral. A partida contra o São Paulo animou a comissão técnica, que já tem planos para utilizá-lo em mais oportunidades.

Há cerca de sete dias, Alberto Stagliano esteve na Espanha, onde conversou com diretores de clubes locais a fim de levar Lucas Romero para o país europeu. No entanto, mesmo que os cartolas do Velho Continente pretendam contratá-lo, o Cruzeiro não deseja liberar o atleta, conforme apurado pela reportagem.

Embora o desejo do empresário seja revelado publicamente, o atleta é mais comedido ao falar sobre o seu futuro na Toca da Raposa II. Lucas Romero garante que respeita as decisões de Mano Menezes e que sonha em ser campeão pelo Cruzeiro:

"Claro que quero jogar, mas respeito todas as decisões do treinador. Espero ficar aqui até deixar minha marca. Gostaria de olhar e ver meu nome no mural em um time campeão. Antes disso, não gostaria de sair. Eu tenho mais quatro anos de contrato".

Conhecido como "El Perro" na Argentina, o volante improvisado na lateral direita tem vínculo até 3 de fevereiro de 2021. Os mineiros detêm 50% dos direitos econômicos do atleta. O restante pertence ao Vélez Sarsfield. O Cruzeiro não teve de pagar para tirar o meio-campista do clube argentino na ocasião.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos