Com lesão e possível saída, Corinthians testa vida sem Pablo

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Pablo só ficou fora de três partidas do Corinthians na temporada e sempre fez falta

    Pablo só ficou fora de três partidas do Corinthians na temporada e sempre fez falta

O Corinthians voltará a viver uma situação incomum na temporada 2017. No próximo fim de semana, o time terá o desafio de enfrentar um adversário fora de casa sem o zagueiro Pablo, um dos pilares do sólido sistema defensivo da equipe montada por Fábio Carille.

O zagueiro, em recuperação de uma fibrose na coxa direita, não entrará em campo para a partida contra o Vitória no próximo domingo, em Salvador, na Fonte Nova. Com isso, o Corinthians terá o jovem Pedro Henrique na zaga.

A partida válida pela segunda rodada do Brasileirão servirá para o Corinthians testar mais uma vez a formação com Balbuena e Pedro Henrique, que pode voltar à tona caso o Corinthians não consiga contratar Pablo em definitivo.

Contratado em janeiro por empréstimo do Bordeaux-FRA, ele virou uma prioridade para a diretoria do clube, que terá de desembolsar cerca de R$ 10 milhões para comprar os direitos econômicos do jogador - ele está emprestado até dezembro, mas pode ser adquirido por outro clube na abertura da janela de negociações, já em junho.

O zagueiro voltará ao time do Corinthians no próximo dia 28, diante do Atlético-GO, em Goiânia. Ele ficará fora da próxima partida, contra o Vitória, após sentir dores na coxa direita no último sábado - na última terça-feira, o clube descartou lesão muscular após exames realizados.

Rápida adaptação e peça fundamental na zaga

Pablo foi contratado pelo Corinthians já na segunda quinzena de janeiro e nem chegou a participar da pré-temporada na Florida Cup. O fato, entretanto, não foi um empecilho para a rápida adaptação. 

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Pablo chegou ao Corinthians em janeiro

No Corinthians, Pablo conseguiu uma sequência de jogos que não teve durante a passagem de uma temporada e meia pelo Bordeaux. Na França, ele chegou a passar por dois procedimentos cirúrgicos (hérnia e púbis) em 12 meses.

Pablo só perdeu três jogos e já disputou 24 partidas. Sem ele, o Corinthians encontrou dificuldades para manter a solidez defensiva.

Em 19 jogos completos, a dupla formada por Balbuena e Pablo sofreu apenas sete gols. No último sábado, o zagueiro brasileiro deixou o campo com dores na coxa ainda no primeiro tempo. Na etapa final, com Pedro Henrique, o Corinthians sofreu o empate da Chapecoense - com essa dupla em campo, o Corinthians sofreu gols em todas as partidas que disputou.

Além disso, com Pablo, Balbuena apresentou um desempenho melhor depois de um 2016 de altos e baixos. Na temporada passada, após um bom começo, o jogador caiu de produção ao lado de outros parceiros como Vilson e o próprio Pedro Henrique. Pablo, incorporado ao sistema montado por Carille, resolveu o problema da zaga.

Destaque em outros fundamentos

Com bom desempenho na função de quarto zagueiro, Pablo também destacou-se em outros fundamentos. Na França, segundo ele mesmo, houve um crescimento considerável na saída de bola, superior ao apresentado com as camisas de Ponte Preta e Avaí.

No ataque, Pablo mostrou bom tempo de bola e impulsão. Pelo alto, o jogador marcou o gol da vitória sobre o Novorizontino em Itaquera, no jogo seguinte à derrota para o Santo André. O zagueiro voltou às redes no triunfo por 3 a 2 sobre o Mirassol fora de casa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos