Futuro presidente? Tite pede para que parem com brincadeira sobre assunto

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

O técnico Tite se mostrou incomodado com perguntas relacionadas às brincadeiras sobre uma futura candidatura à presidência da República. Durante entrevista coletiva após a convocação da seleção brasileira para amistosos contra Argentina e Austrália, dias 9 e 13 de junho, o treinador pediu para que parem com o questionamento.

"Peço para que não brinquem mais com isso, me sinto desconfortável, porque é algo muito sério. Ele não cabe, uma coisa tão séria, tão responsável", afirmou Tite, nesta sexta-feira (13).

"É uma brincadeira com algo muito sério. Não tenho o mínimo de condição de brincar com ela, porque é uma responsabilidade muito grande", completou o treinador.

De acordo com Tite, sua maneira de mostrar que se importa com o país é assumindo suas responsabilidades e lutando pela melhora da classe.

"Eu luto, eu torço e gostaria em todos os níveis – e primeiro na área do técnico -, que cada um assuma as suas responsabilidades. Assim como nós tenhamos um pouco mais de estabilidade, e que a lei Caio Júnior possa vingar", declarou o técnico, referindo-se ao projeto que dá aos treinadores seguro de vida semelhante ao que jogadores têm com a Lei Pelé.

"Que todos nós tenhamos a responsabilidade de nossos atos. Falo da minha classe, falo de mim", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos