Ceni vê Luiz Araújo disperso e planeja trabalho para recuperar atacante

José Eduardo Martins e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Ronny Santos/Folhapress

    Luiz Araújo ao lado do médico José Sanchez; atacante é considerado "disperso"

    Luiz Araújo ao lado do médico José Sanchez; atacante é considerado "disperso"

Considerado uma das principais promessas das categorias de base e um dos mais talentosos do elenco, Luiz Araújo é acompanhado de perto pela comissão técnica do São Paulo. Rogério Ceni e os auxiliares analisam o comportamento do jogador, que consideram "disperso", e tentam criar um plano para reverter a queda de rendimento do jogador nesta temporada.

Mesmo antes das competições começarem, ele despontou como uma das esperanças do clube. Depois de ver a diretoria acatar o pedido do treinador e recusar uma proposta de R$ 23 milhões do Lille, da França, Luiz Araújo ganhou espaço na equipe e virou peça-chave no ofensivo esquema de Ceni. Foi fundamental, por exemplo, na quebra de um tabu de sete anos do Tricolor sem ganhar do Santos na Vila Belmiro ao marcar dois gols no triunfo por 3 a 1.

Não demorou e o jovem, de 20 anos, passou a ouvir a torcida gritar o seu nome no mesmo ritmo de um ídolo tricolor, Luís Fabiano. Com cinco gols e cinco assistências, era dono da vaga na equipe titular. Para evitar o assédio de outros clubes, o São Paulo deu um aumento salarial ao jogador, que tinha um dos vencimentos mais baixos do elenco (R$ 17 mil) e viu o valor da multa rescisória subir com a renovação de seu contrato até 2021. 

A partir do clássico com o Palmeiras, porém, a situação começou a mudar. De lá para cá, Luiz Araújo entrou em campo em 12 jogos e passou em branco em todos. Por isso, não é de se estranhar que Luiz Araújo tenha ficado no banco.

Segundo apurou o UOL Esporte, a comissão técnica não deixou de acreditar em Luiz Araújo, mas entende que sua juventude pode ter criado uma perda de foco. Disperso em alguns momentos das partidas, ele tomou decisões erradas na hora de dar o último passe ou de finalizar uma jogada, por exemplo. 

Tais pontos já tinham sido detectados pelo desempenho do jogador no ano passado. Na pré-temporada, porém, Rogério Ceni e outros integrantes da comissão técnica conversaram com Luiz Araújo. O próprio atacante, em diversas ocasiões, fez questão de destacar a importância do treinador no seu bom desempenho.   

Neilton

O fato de Luiz Araújo não viver um bom momento também ajudou na escalação de Neilton na segunda e decisiva partida do mata-mata da Copa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia, no Morumbi. 

Neilton havia se destacado nas atividades de intertemporada, marcado gol em jogo-treino contra o Oeste. Wellington Nem e Morato estavam lesionados. Já Luiz Araújo não conseguia repetir o bom desempenho apresentado no início do Paulistão. Desta maneira, a disputa com Neilton poderia servir até como uma forma para motivar Luiz Araújo. Contudo, Neilton, que está emprestado pelo Cruzeiro até o fim deste ano, não conseguiu se firmar e o São Paulo estuda qual será o seu destino. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos