Ataque não brilha, mas defesa reserva mostra alternativas no Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras tropeçou em dificuldades de para criar jogadas diante da Chapecoense nesta sábado – apenas uma defesa do goleiro adversário Jandrei na derrota por 1 a 0. Apesar de uma atuação que, em geral, acabou devendo, os jogadores do setor defensivo tiveram alguns pontos positivos, e mostraram a Cuca que podem ser alternativas.

Michel Bastos

Foi bem na lateral esquerda,  embora tenha atuado nos últimos anos no ataque ou no meio de campo. Defensivamente, barrou praticamente todos os avanços de Apodi, saiu jogando com qualidade e ganhou aplausos da torcida palmeirense na Arena Condá em três lances diferentes. Além disso, foi perigoso na bola parada e tentou se aventurar no ataque, mostrando que pode ser alternativa a Zé Roberto.

Zagueiros mostraram segurança, apesar do gol

Antonio Carlos e o estreante Juninho também foram bem: o primeiro salvou um gol na pequena área, e o segundo mostrou segurança durante grande parte do jogo. Apesar da derrota, os dois ganharam elogios de Cuca. "Vi a defesa sólida, principalmente no primeiro tempo. No segundo demos alguns contra-ataques, ao tentarmos atacar mais", disse o treinador.

Atacantes não aproveitaram a oportunidade

Se a defesa teve pontos positivos, os atacantes não aproveitaram a chance. Keno foi acionado em vários contra-ataques, mas, segundo números do Footstats, errou todos os dribles tentados na partida. Foram duas finalizações, ambas erradas. Roger Guedes também teve atuação apagada, e tentou apenas um chute. Raphael Veiga, o principal responsável pela criação, acabou substituído na segunda etapa, depois de armar poucas jogadas.

Para o experiente goleiro Fernando Prass, pesou a falta de entrosamento. Cuca, entretanto, não vê isso como justificativa. "Acho que pega um pouco, mas não serve como justificativa, porque eles treinam juntos sempre. Tem certo conhecimento, não todos, mas alguns, a maioria".

Cuca sente falta de uma referência para reserva de Borja

Com Borja poupado, o Palmeiras atuou sem centroavante: Willian comandou o ataque, e deu o único chute certo a gol do time. Cuca admitiu depois do jogo que sente falta de um camisa 9 reserva, capaz de substituir Borja em dias como este sábado.

"Sem ele, tem uma carência sim né. Estamos com muita calma, critério, para fazer as coisas direitinho", disse o treinador, sobre a chegada de um reforço.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos