Valdívia agradece torcedor do Inter e espera "retomar nível" no Atlético-MG

Do UOL, em São Paulo

Carta aberta ao torcedor colorado Pessoal, sei que nas últimas semanas muita gente ficou ansiosa pra saber sobre meu futuro, mas ainda não era a hora de falar. Agora tudo se resolveu, felizmente. Então, fiz questão de vir aqui falar sobre essa novidade pra todos vocês que sempre me acompanharam. A sequência da minha carreira será no Atlético-MG. Desde que as coisas se definiram, um filme vem passando na minha cabeça. Parece que foi ontem que cheguei do Rondonópolis para a base do Inter. Não demorou pra vir a estreia no profissional, em 2013, naquele jogo inesquecível pra mim contra o Fluminense pelo Brasileiro. Depois as conquistas seguidas do Gauchão e a participação na Libertadores de 2015, alcançando as semifinais. Vivi momentos mágicos no Beira-Rio naquela campanha. Jamais vou esquecer do apoio da torcida e do estádio inteiro gritando meu nome. É o maior reconhecimento que a gente pode ter. Infelizmente, tive uma lesão grave no fim daquela temporada, o que me atrapalhou muito até o ano passado. Tudo isso pra dizer a vocês que há momentos na nossa vida em que precisamos tomar decisões, fazer escolhas importantes. Meu momento chegou. Momento de tomar novos rumos, buscar novos caminhos e o mais importante: ser feliz fazendo o que eu mais gosto, que é jogar futebol. Em BH quero viver cenas tão bonitas quanto as que tive em Porto Alegre. Sei que posso retomar o nível que já apresentei como jogador e pra isso preciso de outras chances. É no que acredito. Deixo o Inter com quase 150 jogos, 28 gols. Sei da dificuldade de se alcançar essas marcas num grande clube e o quanto trabalhei pra que fosse possível. O sentimento é de gratidão! Esse clube transformou minha vida, me deu suporte e trouxe crescimento pessoal e profissional. Mas hoje, acima de tudo, meu agradecimento vai ao torcedor. Levarei comigo o carinho, a alegria e as homenagens que todos os colorados sempre me transmitiram, podem ter certeza. Agora, o filme precisa continuar. A história não para. Vou fazer meu melhor e defender a camisa do Galo forte e vingador, um clube também gigante no nosso futebol. Do fundo do coração, o meu muito obrigado! Vocês são #PokoPika!! Até mais! Wanderson F

A post shared by Valdivia PokoLindo 👉🏅 (@valdiviamagico_oficial29) on

Negociado com o Atlético-MG, o meia Valdívia publicou uma carta aberta ao torcedor do Internacional. No texto, o jogador agradece os momentos vividos no time gaúcho e afirma ser momento de tomar novos rumos, para recuperar o nível de sua carreira.

"Em BH quero viver cenas tão bonitas quanto as que tive em Porto Alegre. Sei que posso retomar o nível que já apresentei como jogador e para isso preciso de outras chances. É no que acredito", diz o meia no texto.

O acordo com o Atlético-MG aconteceu no início da tarde desta quinta-feira (25). Valdívia será emprestado para o clube mineiro até o final do Campeonato Mineiro de 2018. Antes mesmo do anúncio oficial, o jogador posou para fotos com uma camisa comemorativa do Atlético-MG.

O meia está em Belo Horizonte para realizar exames médicos e assinar contrato com o Atlético-MG.

Confira a carta de Valdívia:

Pessoal, sei que nas últimas semanas muita gente ficou ansiosa para saber sobre meu futuro, mas ainda não era a hora de falar.

Agora tudo se resolveu, felizmente. Então, fiz questão de vir aqui falar sobre essa novidade para todos vocês que sempre me acompanharam. A sequência da minha carreira será no Atlético-MG.

Desde que as coisas se definiram, um filme vem passando na minha cabeça. Parece que foi ontem que cheguei do Rondonópolis para a base do Inter. Não demorou para vir a estreia no profissional, em 2013, naquele jogo inesquecível para mim contra o Fluminense pelo Brasileiro. Depois as conquistas seguidas do Gauchão e a participação na Libertadores de 2015, alcançando as semifinais. Vivi momentos mágicos no Beira-Rio naquela campanha. Jamais vou esquecer do apoio da torcida e do estádio inteiro gritando meu nome. É o maior reconhecimento que a gente pode ter. Infelizmente, tive uma lesão grave no fim daquela temporada, o que me atrapalhou muito até o ano passado.

Tudo isso para dizer a vocês que há momentos na nossa vida em que precisamos tomar decisões, fazer escolhas importantes. Meu momento chegou. Momento de tomar novos rumos, buscar novos caminhos e o mais importante: ser feliz fazendo o que eu mais gosto, que é jogar futebol.

Em BH quero viver cenas tão bonitas quanto as que tive em Porto Alegre. Sei que posso retomar o nível que já apresentei como jogador e para isso preciso de outras chances. É no que acredito.

Deixo o Inter com quase 150 jogos, 28 gols. Sei da dificuldade de se alcançar essas marcas num grande clube e o quanto trabalhei para que fosse possível. O sentimento é de gratidão! Esse clube transformou minha vida, me deu suporte e trouxe crescimento pessoal e profissional.

Mas hoje, acima de tudo, meu agradecimento vai ao torcedor. Levarei comigo o carinho, a alegria e as homenagens que todos os colorados sempre me transmitiram, podem ter certeza.

Agora, o filme precisa continuar. A história não para. Vou fazer meu melhor e defender a camisa do Galo forte e vingador, um clube também gigante no nosso futebol.

Do fundo do coração, o meu muito obrigado! Vocês são #PokoPika!! Até mais! 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos