Sob a tutela de Autuori, Eduardo Baptista estreia sem mudar Atlético-PR

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Reprodução

    Eduardo Baptista estreará como técnico do Atlético, escolhido pelo antecessor. Paulo Autuori

    Eduardo Baptista estreará como técnico do Atlético, escolhido pelo antecessor. Paulo Autuori

Depois de um ano e dois meses, o torcedor do Atlético Paranaense não verá mais Paulo Autuori no banco de reservas. Apesar de ter estado ausente em alguns jogos durante esse período, enquanto o clube apostava em Bruno Pivetti comandando a equipe reserva no Estadual, Autuori ainda era oficialmente o técnico. A partir deste domingo, contra o Flamengo às 16h na Arena da Baixada, Eduardo Baptista estará no banco de reservas.

Baptista foi escolhido a dedo por Autuori para o substituir enquanto o agora ex-técnico subirá para o setor mais administrativo do futebol atleticano. Um Alex Ferguson rubro-negro, exceto pelo comando do time na beira de campo. O novo técnico assume sem mudar a equipe que vinha atuando, ao menos por enquanto: "Os estilos, tanto do Paulo quanto o meu, são muito parecidos. São às vezes ajustes de comportamento do que mudança de sistema ou de atleta. Praticamente, muito pouca mudança, só alguma filosofia e alguns detalhes apenas", disse.

Autuori e Baptista acertaram detalhes da "troca" – uma vez que o ex-técnico segue, agora como superior – no domingo passado, na casa do novo técnico, em Campinas. "Para fazer essa mudança, com o Paulo indo para uma área administrativa, tinha que trazer um profissional com os conceitos muito parecidos com os que já tinham aqui. Eu fui escolhido por ter um perfil muito parecido com o do Paulo", avaliou Baptista. A sensação é a mesma para os jogadores, de acordo com o meia Nikão: "O Paulo, quando veio apresentar o Eduardo, veio falar com a gente. A gente confia no trabalho dele, ele tem todo o respaldo da nossa equipe. É um treinador que não tem a filosofia muito diferente da do Paulo. Então isso facilita para nós jogadores, ao invés daquele treinador que vem e muda tudo."

Eduardo Baptista tratou de despersonalizar a escolha, sempre se referindo ao seu perfil como profissional de futebol. "Esse projeto do Atlético é uma aula de futebol para o Brasil inteiro. Não é escolher um nome: é escolher uma filosofia", disse, sabedor do tamanho do desafio projetado no Furacão: ser campeão do Mundo. O primeiro passo com o novo técnico é logo um jogo quente, com rivalidade em alta: "Eu gosto de grandes jogos. E estrear num grande jogo como Atlético e Flamengo é um prazer imenso."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos