Arsenal bate o Chelsea e conquista a Copa da Inglaterra pela 13ª vez

Do UOL, em São Paulo

Em um jogo muito movimentado e com um gol polêmico do atacante Alexis Sánchez, o Arsenal derrotou o Chelsea neste sábado (27), por 2 a 1, no estádio Wembley, em Londres, e conquistou a Copa da Inglaterra pela 13ª vez na sua história.

O título ajuda a amenizar um pouco a temporada ruim do Arsenal, que ficou apenas na quinta colocação do Campeonato Inglês e nem se classificou para a próxima edição da Liga dos Campeões (estará na Liga Europa).

John Sibley/Reuters
Jogadores do Arsenal festejam a conquista do título da Copa da Inglaterra

O Chelsea, por sua vez, conseguiu alcançar o seu principal objetivo nesta temporada, que era justamente o título da liga nacional, vencida com sete pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o rival Tottenham.

Depois de Sánchez, Ramsey, de cabeça, marcou o outro gol do Arsenal no jogo. O atacante Diego Costa fez para o Chelsea.

Gol polêmico

O primeiro gol do Arsenal causou muita controvérsia em campo. Logo aos três minutos de partida, a defesa do Chelsea tentou afastar uma bola, mas Sanchez bloqueou a sua passagem com as mãos. O árbitro nada marcou. Em seguida, Ramsey, em posição de impedimento, foi para a bola, mas não a tocou. Sánchez, que estava em posição legal, ficou com ela e mandou para as redes. Após invalidar o gol e fazer uma consulta com o bandeirinha, que estava com a bandeira levantada, o árbitro voltou atrás na sua decisão e apontou para o meio de campo.

Andrew Yates/Reuters
Sánchez comemora gol para o Arsenal contra o Chelsea

Chances perdidas

O Arsenal esteve melhor na primeira etapa. Encontrou muitos espaços na defesa do Chelsea, mas falhou nas finalizações. Özil, Ramsey, Welbeck e Xhaka tiveram grandes chances. Quando a zaga não tirou em cima da linha, a trave e o goleiro Courtois salvaram o Chelsea, que criou algumas oportunidades, mas também não teve sucesso no primeiro tempo.

Expulsão e gol

O jogo complicou de vez para o Chelsea quando Moses recebeu o segundo cartão amarelo por simular um pênalti e foi expulso, aos 23 minutos do segundo tempo. Porém, aos 30 minutos, mesmo com um a menos em campo, Diego Costa matou uma bola no peito, na área, e deixou tudo igual. Ospina se esticou todo, mas não conseguiu evitar.

Matt Dunham/AP Photo
Diego Costa comemora gol para o Chelsea contra o Arsenal

Nem deu para comemorar

Apenas três minutos depois do gol de Diego Costa, Ramsey aproveitou um cruzamento de Giroud da esquerda e, sozinho na área, cabeceou para o fundo das redes para sacramentar o triunfo do Arsenal.

Maior campeão

Com o título conquistado neste sábado, o Arsenal volta a ser o maior campeão da Copa da Inglaterra. Com 13 títulos, está um à frente do Manchester United, que em 2016 ganhou o seu 12º troféu da competição e havia se igualado ao time londrino. Já o Chelsea continua com sete títulos.

Despedida?

O jogo pode ter marcado a despedida de Arsene Wenger do comando do Arsenal. O contrato do treinador termina ao fim desta temporada. No clube desde 1996, o técnico francês sofre uma pressão, principalmente por parte da torcida, devido aos maus resultados nos últimos anos. De acordo com a mídia inglesa, o Arsenal ofereceu uma renovação de contrato de dois anos. Wenger ainda não decidiu o seu futuro.

Lee Smith/Reuters
O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, ergue o troféu da Copa da Inglaterra

Respeito

Antes do início da partida foi respeitado um minuto de silêncio em respeito às vítimas do atentado em Manchester, na terça-feira (23). Um ataque suicida após o show da cantora Ariana Grande deixou 22 mortos e 64 feridos. Alguns torcedores levaram cartazes com a frase "eu amo Manchester".

PVC: Arsenal de Arsene vence a Copa da Inglaterra

John Sibley/Reuters
Jogadores de Arsenal e Chelsea respeitam um minuto de silêncio

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos