Flamengo desabafa sobre "rigor" aplicado por liberação de estádio da Ilha

Do UOL, em São Paulo

  • @RafaStrauch/Twitter

O Flamengo anunciou nesta quarta-feira (31) que o estádio da Ilha do Governador está regularizado para ser utilizado pelo clube em partidas oficiais. O time rubro-negro publicou um comunicado em seu site oficial no qual informa que "obteve todas as aprovações nas instâncias necessárias para mandar seus jogos nos próximos cinco anos e meio" no local e desabafou sobre o "rigor" para conseguir a liberação para utilizar o estádio.

O estádio da Ilha não será a casa do Flamengo para a partida da quarta rodada do Campeonato Brasileiro, o clássico contra o Botafogo deste domingo (4) às 11h (de Brasília). O clube diz ter feito tudo ao seu alcance para atender o prazo da CBF para a transferência do local do jogo, porém não houve tempo hábil e o palco do duelo será o estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Pelo Twitter, foi publicado um vídeo mostrando como ficou a nova casa da equipe carioca.

Afivelem os cintos de segurança, portas em automático! Partiu voo no estádio da Ilha #VamosFlamengo pic.twitter.com/

 

E5vfDGKgM0

— Flamengo (@Flamengo) June 1, 2017

Confira a íntegra do comunicado:

O Clube de Regatas do Flamengo obteve nesta quarta-feira (31) todas as aprovações nas instâncias necessárias para mandar seus jogos nos próximos cinco anos e meio no estádio da Ilha do Governador.

Em novembro de 2016, o Flamengo entrou em acordo com a Associação Atlética Portuguesa para a utilização de seu estádio por um período de três anos, prorrogáveis por mais três. Em janeiro de 2017, após a contratação de empresas de renome no mercado de construção civil e arquitetura, iniciaram-se as obras visando modernizar todas as instalações esportivas, aumentar a segurança para os torcedores e ampliar a capacidade de público para aproximadamente 20 mil pessoas.

As obras transcorriam normalmente até que os engenheiros responsáveis se depararam com um sério e antigo problema, que se imaginava já ter sido solucionado, em uma tubulação de águas pluviais localizada debaixo da arquibancada do setor Leste, fato que poderia colocar em risco a integridade física e a segurança da torcida. Sob a rigorosa supervisão dos órgãos competentes, o Flamengo realizou toda a obra de transposição do referido canal, que agora passa atrás da arquibancada.

Em março, começaram as vistorias dos mais diversos órgãos públicos responsáveis pela liberação do estádio para a realização de partidas. O Flamengo seguiu rigorosamente todas as inúmeras determinações destes órgãos a respeito de questões relativas à segurança e ao conforto para torcedores, atletas e profissionais que frequentarão o local. Neste processo, cabe salientar os diversos elogios recebidos pelo Clube, inclusive do Conselho Regional de Engenharia, na condução profissional e criteriosa das obras realizadas.

Nos últimos dias, o Flamengo fez o que esteve ao seu alcance para atender o prazo estabelecido pela CBF para a realização do jogo pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. A despeito de todo o esforço, isso não foi possível em função de questões burocráticas inerentes aos procedimentos adotados pelos órgãos públicos responsáveis. Cabe ao Flamengo agora respeitar a decisão da CBF e disputar a partida em Volta Redonda.

Por fim, o Flamengo gostaria de reiterar que não abrirá mão de suas premissas de ética e austeridade para atingir seus fins. Para o Flamengo, não há preço para o bem-estar dos cidadãos cariocas. Por tudo isso, esperamos que o mesmo rigor aplicado para a aprovação do estádio do Flamengo na Ilha seja regra geral nas instalações esportivas de outros eventos.

O estádio da Ilha de hoje é melhor que o de ontem e o Brasil de amanhã há de ser melhor que o de hoje.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos