Inter chama projeções de queda para C de "prematuras e inócuas"

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / Heuler Andrey

O Internacional se manifestou sobre a polêmica com o Caso Victor Ramos, que colocou em risco a participação do time gaúcho na Série B do Campeonato Brasileiro. Em nota oficial, o clube chamou de "prematuras e inócuas" as projeções de uma possível queda para a terceira divisão.

Na última quarta-feira (31), o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) divulgou o relatório do inquérito sobre o uso de documentos adulterados pelo Internacional no Caso Victor Ramos. O órgão concluiu que houve manipulação nos e-mails. Nesta quinta-feira, o Ministério Público do Rio de Janeiro e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) foram notificados formalmente sobre a situação.

Na Justiça Desportiva, o relator do processo pede a denúncia do Inter em três artigos do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) e mais um do Código da Fifa. Caso seja denunciado pela procuradoria e considerado culpado, o clube pode ser até excluído de uma competição, ser impedido de realizar transferências e ainda receber uma multa. A procuradoria deve avaliar nos próximos dias o pedido de Lima e Silva sobre o caso.

Além do Inter, também existem denúncias específicas ao ex-presidente Vitório Píffero e aos advogados Felipe Baumann, Daniel Cravo, Rogério Pastl e Diego do Canto. Anderson Barros, ex-gerente de futebol do Vitória, também foi denunciado. A punição aos dirigentes e advogados é suspensão, que pode chegar a até dois anos, e multa que varia de acordo com artigo.

Confira a nota oficial do Internacional:

O SPORT CLUB INTERNACIONAL, em face das notícias veiculadas no dia de ontem, sobre o Inquérito do Caso Victor Ramos no STJD, vem a público dizer o seguinte:

1. Reitera sua absoluta certeza sobre a licitude de todos os atos praticados pelo Clube e pelos profissionais que o representaram no referido processo, na defesa dos direitos do Internacional;

2. As notícias veiculadas na mídia referem o encaminhamento do tema para a Procuradoria do STJD, onde poderá ou não ser oferecida denúncia. Na hipótese de que haja a denúncia, se iniciará um processo com direito à ampla defesa e contraditório pleno, instrução, exame por vários julgadores e, eventualmente, recursos;

3. O Clube irá exercer de forma plena sua defesa, através de todos os meios legalmente assegurados, aos efeitos de demonstrar no STJD a verdade dos fatos e a inegável legalidade de todos os seus atos praticados;

4. Mantém sua confiança integral nas autoridades constituídas, em especial nos Julgadores do STJD, que saberão identificar a correção do Clube e dos seus profissionais em todos os episódios do caso em exame;

5. Qualquer atual especulação sobre consequências futuras de eventual processo se mostra absolutamente prematura e inócua.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos