"Maior que a Champions League": Atletiba 373 busca atenções no Brasileirão

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Arquivo pessoal

    Pablo e Cristiano Ronaldo estarão em campo sábado, com jogos e atenções diferentes

    Pablo e Cristiano Ronaldo estarão em campo sábado, com jogos e atenções diferentes

"O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia,

Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia

Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia"

Guiados pelo poema "O Tejo", de Fernando Pessoa, é que Coritiba e Atlético Paranaense farão o clássico de número 373 na história, sábado, 16h no Couto Pereira, pela quarta rodada do Brasileirão. Enquanto coxas e atleticanos vivem suas emoções particulares, a imensa maioria do Planeta Bola estará de olho no que acontecerá em Cardiff, no País de Gales. Lá estarão os astros de Real Madrid e Juventus, que decidirão a Liga dos Campeões da Europa com o jogo começando 15 minutos antes.

E quem se importa? Bem, pode até ser que milhares de paranaenses ignorem Bale, Buffon e Cristiano Ronaldo para prestigiar seu maior clássico. Mas os patrocinadores certamente ficarão em prejuízo. "Qualquer competição do Mundo que tente concorrer com um jogo dessa magnitude vai perder. O time, os patrocinadores. Se é só no PPV, já é um número reduzido de pessoas que irão assistir", analisa o consultor em marketing esportivo Amir Sommoggi, que ainda fez uma crítica: "Não existiria a menor possibilidade de qualquer jogo concorrer nesse horário".

A decisão de se marcar o horário do jogo veio da TV. O UOL Esporte buscou a Globo, detentora dos direitos do Brasileirão, para saber as razões da opção pela grade. O Atletiba será o único jogo da Série A a disputar a preferência dos telespectadores com a final da UCL. A emissora respondeu que "Temos programado um jogo sábado as 16h (nas rodadas anteriores também) com bons jogos. Exibição Premiere (o PPV) e visando espalhar jogos na rodada e gerar mais benefício para assinantes poderem acompanhar mais jogos ao vivo. Nenhuma conexão com Champions. Estratégia de distribuição dos jogos mesmo, o público gosta".

Coritiba e Atlético travaram embates com a Globo por não aceitarem os valores pelo Estadual 2017 e realizarem suas próprias transmissões independentes nos três clássicos no ano até aqui. Também é verdade que a Globo e seus canais têm adotado o horário das 16h no sábado para a Série A. Na primeira rodada, Flamengo 1 x 1 Atlético-MG; na 2ª, Santos 1 x 0 Coritiba. Na última, Vasco 3 x 2 Fluminense. A quinta rodada acontece no meio de semana, mas já no sábado dia 10 tem Palmeiras x Fluminense no mesmo horário.

Pablo: perto do Real Madrid, realidade no Atlético

Assessoria de Imprensa CAP
Pablo vive jejum de gols

O atacante Pablo, esperança de gols do Atlético no clássico, poderia estar em campo em Cardiff e não em Curitiba. Em 2014 ele trabalhou com Zidane no Real Madrid Castilla, o time B do Real, pelo qual também passou Casemiro, hoje destaque da equipe madrilena. Foram quase cinco meses vivendo em Madri e convivendo com os craques milionários do futebol espanhol. Esteve em campo por 67 minutos em quatro jogos na B Espanhola e acabou retornando ao Figueirense, para estrear justamente contra o Coritiba na volta ao Brasil.

Depois, rumou ao Cerezo Osaka, do Japão, para só então voltar ao Atlético em 2016. Foram 12 gols no Brasileirão do ano passado, quando ajudou a equipe a se classificar para a Libertadores. Titular na posição, um reencontro com Cristiano Ronaldo (foto acima) só será possível se o Furacão conquistar a América e, óbvio, o Real levantar a Liga dos Campeões. Aí o Mundial de Clubes pode coloca-los lado a lado novamente em dezembro.

A realidade no sábado será o clássico Atletiba e Pablo tem um problema mais imediato: voltar a marcar após 9 jogos (ou três meses). Em 12 jogos no ano, fez apenas 1 gol, contra o Deportivo Capiatá, pela Libertadores. Ele não participou de nenhum Atletiba na temporada por ter tido uma lesão que o tirou dos gramados por um mês e meio. "É um jogo diferente, não podemos negar. Nós temos a nossa motivação e temos que jogar equilibrados", disse o técnico Eduardo Baptista sobre o jogo contra o maior rival.

Zidane do Couto, Trivote alviverde

Comunicação CFC
Matheus Galdezani: "Gal-Zidane" para a torcida

Empolgados com o bom desempenho da equipe nas três primeiras rodadas do Nacional, a torcida do Coritiba vive a expectativa de fazer o melhor Brasileirão em mais de 10 anos. Foi em 2004 que o time chegou pela última vez à Copa Libertadores. Nem mesmo as equipes de 2011 e 12, vice-campeãs da Copa do Brasil, conseguiram mais que um oitavo lugar.

Tudo isso por conta de uma meia-cancha que encantou os coxas-brancas justamente em um Atletiba, a vitória por 3 a 0 na Arena da Baixada na primeira partida da decisão estadual. A mobilidade dos volantes-meias (os pivotes, como são conhecidos na Espanha) Alan Santos, Anderson e Matheus Galdezani. O último virou Matheus "Gal-Zidane" para a torcida.

O Zidane Alviverde não negou o favoritismo do Coxa na partida, pelo momento e pelo mando de campo: "Independentemente de ser Atletiba ou não, se eles estão jogando Libertadores ou não, a nossa obrigação é ganhar dentro de casa. É difícil de falar sobre favoritismo. Nosso time está vindo num momento bom, a gente está dentro de casa, junto com nossa torcida, é nossa obrigação ganhar o jogo", ressaltou. No clássico, Anderson seguirá de fora, com Tomas Bastos devendo ser seu substituto.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA X ATLÉTICO-PR

Data: 03 de junho de 2017, sábado
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: Quarta rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

CORITIBA: Wilson; Dodô, Márcio (Walisson Maia), Werley e William Matheus; Alan Santos, Matheus Galdezani e Tomás; Neto Berola, Henrique Almeida e Kléber.
Técnico: Pachequinho.

ATLÉTICO: Weverton; Jonathan (Cascardo), Paulo André (Wanderson), Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Rossetto e Lucho González (Felipe Gedoz); Nikão, Pablo e Grafite (Eduardo da Silva).
Técnico: Eduardo Baptista.

*Colaborou Eduardo Ohata

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos