Marcinho minimiza suspeita de Cuca de espião tricolor: "Árvores não deixam"

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Érico Leonan / saopaulofc.net

    O atacante Marcinho

    O atacante Marcinho

Questionado sobre o clássico do último fim de semana, o treinador Cuca mostrou desconfiança sobre como Rogério Ceni conhecia bem o time do Palmeiras e suspeitou da existência de um espião são-paulino. Nesta quinta-feira, o atacante Marcinho, do Tricolor, afastou a possibilidade de a comissão técnica ter observado a preparação do adversário.    

"Estamos focados no nosso trabalho. Muitas vezes pode no dia do jogo ter especulação, mas as árvores não deixam ninguém ver. Independente de qualquer coisam, temos de estar focados aqui", afirmou o Marcinho.

Vale se destacar que os centros de treinamento das duas equipes ficam na mesma avenida, na Zona Oeste de São Paulo, e são separados apenas por um muro.
 
"Eu não espelhei o São Paulo. Treinei quinta e sexta com o esquema de três zagueiros e linha de quatro na frente dos três. Aqueles prédios lá perto do Palmeiras eu não sei não. Quem espelhou meu esquema foi o São Paulo. Não estou falando... Faz parte do jogo... Se botou [espião] ou não, faz parte do jogo. Ele [Ceni] diz que teve intuição... Mas que intuição forte?! Parabéns, mereceram, ganharam, não tem problema. Agora vou botar umas árvores lá para não ter mais problema", disse Cuca ao Sportv. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos